- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 24 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Governador aciona irrigação do Pojeto São João

Mais Lidas

O governador Siqueira Campos acionou no final da manhã desta sexta-feira, 13, o sistema de bombeamento de água do Projeto de Fruticultura Irrigada São João, às margens da TO-050 entre Palmas e Porto Nacional, desenvolvido em parceria com o governo federal e que se destina às culturas de hortaliças, bananas, abacaxi, maracujá, viveiro de mudas frutíferas e florestais.

Com o pleno funcionamento do projeto, objetivo aguardado há bastante tempo pelos produtores dos 341 lotes hoje ocupados, em sua maioria pequenos produtores impactados pelo enchimento do lago, está prevista a geração de aproximadamente cinco mil empregos diretos e indiretos, informa a Seagro-Secretaria da Agricultura Pecuária e do Desenvolvimento Agrário.

O projeto capta água do reservatório da UHE Luís Eduardo Magalhães e conta com uma área de 5.170 hectares, dividida em 361 lotes voltados aos pequenos produtores, além dos lotes empresariais. São dez setores hidráulicos e oito pontos de pressurização, espécie de estação que emite força de energia para movimentar o sistema. A acionada pelo governador, de forma simbólica, foi a EP4. O canal que leva água a todo o projeto tem 10 km de extensão.

Siqueira Campos, que esteve no local acompanhado do secretário da Seagro e do subsecretário Executivo da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento, respectivamente, Jaime Café e Ruiter Pádua, além de outras autoridades do governo, disse que este “é um momento que vinha sendo aguardado como um sonho dos produtores do Projeto São João”.

“Eu, particularmente, sonhei com o funcionamento deste projeto, de modo que as pessoas pudessem deixar de viver ociosas”, externou o governador. E estimou que dali irá sair uma produção de qualidade e quantidade para o mercado local e exportador. Ele aproveitou para dizer que os outros projetos do gênero no Estado, como o caso do Manuel Alves e Sampaio, serão impulsionados no que estiver ao alcance do governo.

A produtora Maria do Carmo Correia Martins, que há seis anos está no projeto e que agora calcula expandir o plantio de milho e feijão, destaca que a chegada do beneficio da irrigação vai representar um avanço muito bom para ela e todos da área. O mesmo pensa Jairo Muniz, o Irmão Jairo.

“É o maior sonho nosso e debatíamos isso desde as primeiras reuniões”, diz o produtor, que cultiva em sua gleba 25 mil mudas de banana prata, nanica e comprida. Outro integrante do projeto e que veio da região de Petrolina (PE), Adevaldo Antonio Lima, pretende com o grupo de seis irmãos e uma irmã produzir melancia, dentre outras frutas.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias