- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 17 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Governador reage contra reajuste da tarifa de energia

Mais Lidas

O governador Siqueira Campos (PSDB) reagiu com indignação à proposta da Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Celtins) de reajustar a tarifa média de energia em 7,67% a partir do próximo dia 4, como informou na terça-feira o Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Conceltins), após reunião para discutir o assunto. Homologado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o reajuste vai atingir as 456.666 unidades consumidoras de 139 municípios tocantinenses.

De Brasília (DF) – de onde deve retornar nesta quinta-feira, 30, -, o governador lembrou, por telefone, que antes mesmo de sua posse e logo depois de assumir o governo, vem defendendo a redução da tarifa, até então tida pela Aneel como a 5ª mais cara do País. Segundo ele, a agência se mostrou compreensível e aberta ao seu pleito. Siqueira, no entanto, se mostra contrariado com a posição da Celtins, que não teria levado em consideração a condição da população e nem a parceria do poder público na construção das usinas que produzem nossa energia.

“Afronta”

“Fomos parceiros nessas hidrelétricas e entre os benefícios que queremos é uma energia com preços dentro da nossa realidade”, defendeu. Para o governador, o máximo suportável seria um reajuste de até 6%. O que, de acordo com ele, ainda seria alto, pois “sairemos da 5ª posição e iremos para o 2ª lugar como a energia mais salgada”. No entanto, o Conceltins garante que ocuparemos a liderança no ranking da Aneel.

Siqueira entende que a posição da Celtins é de afronta ao Estado e ao governador. E garante que não vai receber isso passivamente. “Vamos lutar com todas as nossas forças para que o nosso consumidor pague um preço justo pela energia que consome”.

Por telefone, o diretor de Serviços Operacionais da Celtins, Herivelto de Louzada, disse que não teria como falar sobre o assunto por atuar na área técnica. O diretor comercial da Rede Energia, Alankardec Moreira, afirmou que também não se pronunciaria por estar em viagem e não ter acompanhado as questões relativas ao reajuste. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img

3 Comentários

Assinar
Notificar-me
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
paula

Ningúem comenta esse roubo, ainda vai chegar o dia que vamos ter nossa propria mini hidrelétrica dentro de casa ou uma fonte renovável de energi. Esse IPVA e DPVAT também é um roubo, eu acho que no dia que nínguem pagar o governo não vai ter lugar pra colocar tanto carro não, se fizesse uma paralização geral eu aposto que pelo menos baixaria o valor, além do mais o dinheiro arrercardado não é investido no devido lugar, prova disso realidade de nossas estradas.

paula

O pior ainda vem o governo defender que o maximo suportável seria 6%.Francamente, reconheço até queo Siqueira ta botando ordem na casa, agora permitir um aumento destes é de mais. Já que é 5° mais cara do país tem que ficar sem reajuste pelo menos uns 10 anos.

Cassandra Borges Malta

esse vei é conivente!

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias