- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 04 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Inadimplência registra alta de 31% em Palmas

Mais Lidas

A inadimplência do consumidor registrou alta de 8,21% em maio, no Brasil, na comparação com o mesmo mês de 2010. Os dados são da Confederação Nacional do Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Foi a 4ª elevação seguida em 2011, o que causa preocupação no comércio. Conforme a Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL-Palmas), na Capital, a inadimplência atingiu o patamar de 31%.

Presidente da CDL-Palmas, Cleide Brandão Alvarenga disse ao Jornal do Tocantins que acendeu a “luz vermelha”. “Enquanto a CNDL, diante de uma inadimplência de 8,21%, diz que está acesa a luz amarela, de alerta, no nosso caso é a vermelha, de gravidade”, afirmou. Lembrando que na Capital, de janeiro a maio deste ano, a inadimplência chegou ao patamar de 35%, a dirigente culpa as demissões no funcionalismo público estadual como responsável pelo calote.

“Palmas ainda depende muito do salário do funcionalismo. As demissões em massa aumentaram esse comportamento do consumidor”, analisa Cleide. Ela orienta o comércio varejista a fazer acordos com o cliente inadimplente e a ser mais criterioso na liberação de crédito. “É preciso avaliar a capacidade de pagamento. Pedir o contracheque, para saber se a pessoa está empregada, se tem estabilidade”, pontua.

SPC

Em relação às consultas no SPC Brasil, que refletem em certa medida o nível de atividade no varejo, maio apresentou alta de 7,76% ante igual mês de 2010, reforçando a tendência de otimismo nas vendas. Neste item, o crescimento em Palmas foi maior que a média nacional, com 19,1%.

Os números de cancelamento de registros, que mostram o nível de recuperação de crédito no varejo, também foram positivos em maio, apresentando uma alta de 7,36% ante o mesmo mês de 2010. O maior volume de cancelamentos também decorre do cenário aquecido de vendas, uma vez que o consumidor tem de estar adimplente para manter seu consumo nas compras a prazo.

Ante o mês de abril, igualmente houve alta nos cancelamentos de CPFs inscritos no cadastro de devedores do SPC Brasil, de 9,67%, dado que reforçou o bom resultado também no acumulado do ano, com elevação de 3,84%. Em Palmas, os cancelamentos aumentaram 24%.

Inadimplência

Em 2011, o indicador de inadimplência acumula alta de 3,61% no País, após iniciar o ano em baixa de 10,09%, em razão sobretudo do ciclo de aperto monetário, com o aumento da taxa de juros básicos e as medidas de contenção de crédito adotadas, no fim de 2010, pelo Banco Central (BC). A comparação com o mês de abril mostrou uma queda da inadimplência de 0,27%. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias