- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 03 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Infraestrutura ganha reforço de US$ 375 milhões

Mais Lidas

O governador Siqueira Campos lança, nesta segunda-feira, 4, às 9 horas, no auditório do Palácio Araguaia, um grandioso programa de US$ 375 milhões. Trata-se do PDRIS – Programa de Desenvolvimento Regional Integrado Sustentável, que o Governo do Estado vai executar em parceria com o Banco Mundial. Segundo o secretário da Infraestrutura, Alexandre Ubaldo, o PDRIS é mais um instrumento para desenvolver o potencial socioeconômico do Tocantins com o aumento da competitividade e a redução as desigualdades regionais. Para tanto, os recursos, US$ 300 milhões financiados pelo Banco Mundial e US$ 75 milhões da contrapartida do Estado, serão investidos em infraestrutura da malha viária e capacitação de pessoal.

Novos caminhos para o progresso no Tocantins serão abertos por meio de cinco ações, beneficiando todos os municípios do Estado. Essas ações começam a ser executados agora em 2011 e prosseguem até 2016. A primeira delas vai investir US$ 70 milhões na melhoria das condições de transporte nas redes municipais, abrangendo 72 municípios das regiões Noroeste, Centro-oeste e Sudeste. Esta ação tem a participação popular que, por meio de audiências públicas, vai definir onde as obras de pequenos portes em estradas vicinais da zona rural devem acontecer. Nesse rol entram pontes de até 30 metros, galerias, bueiros e outras obras que eliminam as deformações das estradas e favorecem a drenagem das águas pluviais.

A segunda ação visa sanar os pontos críticos das rodovias estaduais não pavimentadas, que terão pontes de madeiras e bueiros danificados substituídos. Para isso, estão reservados recursos da ordem de US$ 24 milhões.

Já as rodovias pavimentadas estão com benefícios previstos na terceira ação. Um investimento de US$ 160 milhões vai deixar como um belo tapete preto, cerca de 1.700 quilômetros da malha pavimentada do Estado. Para isso, serão realizadas operações de tapa-buracos, reabilitação com microrrevestimento e/ou CBUQ – Concreto Betuminoso Usinado a Quente, material especial mais apropriado para estradas com grande fluxo de caminhões de carga. Essa ação também prevê um contrato de restauração e manutenção das rodovias. Isso significa que os serviços executados terão um acompanhamento e qualquer defeito que, ocasionalmente, venha aparecer deve ser reparado imediatamente.

O aumento do número de quilômetros asfaltados no Estado vem com a quarta ação. Novas rodovias pavimentadas, interligando diversos municípios, serão construídas com US$ 40 milhões, aumentando o suporte da área produtiva ao facilitar o escoamento da produção.

Paralelo à execução de obras, serão investidos US$ 6 milhões no fortalecimento institucional. A quinta ação é exclusiva para apoiar sistema de gerenciamento de rodovias, treinamento de pessoal, elaboração do plano diretor rodoviário, atualização do plano aeroviário, plano de transporte e logística e ações sustentáveis para minimizar impactos ambientais causados pela construção de rodovias.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias