- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 23 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Juíza é condenada a aposentadoria compulsória

Mais Lidas

A juíza titular da Comarca de Miranorte, Maria Adelaide de Oliveira, 52 anos, foi condenada a aposentadoria compulsória em sessão administrativa no Pleno do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) na manhã de ontem. Foram sete votos favoráveis a condenação. Apenas o desembargador Amado Cilton Rosa votou pela absolvição da magistrada.

A aposentadoria compulsória é a penalidade mais alta que pode ser aplicada a um magistrado por meio de processo administrativo. O processo disciplinar foi aberto em dezembro de 2008. A juíza já foi alvo de várias denúncias, inclusive do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Os motivos que levaram à condenação foram negligência, retardamento e prescrição em ações penais, além de suspensão injustificada de sessões de júri. A magistrada, porém, vai continuar recebendo seus vencimentos. Maria Adelaide ingressou no Judiciário em 20 de outubro de 1997 e tornou-se titular da Comarca de Miranorte em 13 de agosto de 2001. Ela é a segunda magistrada do Estado a ser condenada a está penalidade. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img

2 Comentários

Assinar
Notificar-me
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Zé Colméia

Ou seja, em alguns PODERES o crime ou o exercício mal da profissão tem como pena RECEBER dinheiro do “pacato cidadão” para o resto da vida sem trabalhar. Isso é Justiça, Judiciário.!?

Xambioa de olho

Bom demais ser juiz né….ja viu alguem dar tiro no pé? wylamara sera a proxima?

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias