- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 18 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Mais de 300 presos se recusam a comer

Mais Lidas

Os detentos do Centro de Reeducação Social Luz do Amanhã, em Cariri, começaram uma greve de fome na manhã de segunda-feira, 30. Dos 355 detentos, 310 aderiram à greve recusando o café da manhã e o almoço servido hoje. O protesto dos detentos é em relação à revisão dos processos judiciais que tratam da progressão dos regimes aberto e semiaberto. A alegação da maioria é que a Justiça não tem agilidade em conceder esses benefícios para casos das penas já cumpridas parcialmente.

Os presos ainda cobram visita e reunião com o juiz da 1ª Vara de Execuções Penais de Gurupi, Ademar Alves de Souza. De acordo com a direção do presídio, 110 presos têm direito a trabalhar nas atividades agrícolas e educacionais dos pavilhões, garantia prevista no regime semiaberto na colônia agrícola.

Juiz

O juiz da 1ª Vara de Execuções Penais de Gurupi, Ademar Alves de Sousa, disse que na manhã de hoje se reunirá com representantes da Promotoria de Justiça e Defensoria Pública para ouvir as reivindicações dos detentos. Segundo Sousa mais de 110 presos já deveria ter saído do regime fechado, mas o beneficio não pode ser concedido na prática, porque a unidade não conta com sistema de segurança adequado. Para o juiz esse é um problema que cabe ao Estado a solução. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias