- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 03 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Partidos priorizam organização visando 2012

Mais Lidas

A dezesseis meses das eleições 2012 os partidos políticos dividem-se entre os que estão priorizando a organização interna – filiações e adesões – e aqueles que já lançaram nomes diante da opinião pública, como o PMDB, maior partido do Estado, que anunciou a pré-candidatura do deputado estadual Eli Borges (PMDB) à prefeitura de Palmas.

De acordo com o presidente da comissão provisória do PMDB , o deputado federal Júnior Coimbra, o partido trabalha para estruturar o diretório definitivo até setembro.  O deputado defende que Eli foi lançado pré-candidato por ser um nome forte e consolidado. “E com ele vamos para a campanha com toda dedicação e trabalho”, enfatizou.

No PSD, que tem à frente o deputado federal César Halum (PPS), no Tocantins, a perspectiva é de obter registro na primeira quinzena de julho. Sobre candidatos às prefeituras faz segredo. “Estamos articulando candidaturas próprias. Temos muitos nomes, mas não vamos mais estar dizendo por ai esses nomes. Porque senão vamos matar o segredo”, disse, acrescentando que o PSD tem pretensão de lançar candidatura própria nos 139 municípios do Estado.

Segundo ele, o próximo passo do partido será formar o diretório definitivo no Tocantins. Mas em relação à metodologia que a sigla irá seguir nas eleições 2012, o deputado comentou que ainda é cedo para tratar sobre esse assunto. “Não dá para dizer qual a linha que o partido irá seguir, pois ele está ligado a várias correntes partidárias e ainda é muito cedo para falar nisso”.

Halum, participa hoje às 11 horas da reunião em que filiados do PPS de Palmas irão deixar a legenda, no Hotel Casa Grande, e migrar para o PSD.

PSDB

Já o PSDB, se prepara para realizar, dia 12 de julho, o encontro para discutir as eleições e agregar novas filiações, segundo o presidente regional, Ernani Siqueira, que foca a organização dos diretórios municipais. “A partir daí, vamos fazer o encontro e do encontro sai as diretrizes que vamos utilizar “.

Questionado se o partido irá ter candidato em Palmas, comentou que o assunto só será discutido em 2012. Ele citou que até o momento, somente o deputado federal Eduardo Gomes (PSDB) manifestou interesse na disputa ao Paço “Mas é claro que pode surgir mais nomes”, completou.

Nos municípios, Ernani disse que acha “impossível” afirmar que o PSDB tenha candidato própria em todos as cidades , pois a base de apoio do governador Siqueira Campos (PSDB) é ampla. “É claro que vamos fazer composições. Então não há a possibilidade de dizer hoje que nós iremos falar que temos candidaturas próprias em todos os municípios”, enfatizou.

PT

Presidente do PT no Tocantins, Donizeti Nogueira, disse que a sigla está viajando todo o Estado e preparando os municípios para as eleições. Segundo ele, o partido espera superar o número dos atuais 12 prefeitos no Estado.

Donizeti também comentou que o PT irá lançar candidato próprio à prefeitura de Palmas, mas segundo ele, agora não é o momento “certo” para anunciar quais os nomes cotados para essa disputa. “Já discutimos sobre isso no partido, mas ainda falta definir”, ressaltou.O presidente garantiu que até 30 de setembro, o PT irá visitar todos os municípios para observar o cenário municipal e depois tomar as decisões sobre o pleito de 2012. E de setembro até o final de março do próximo ano, a sigla irá trabalhar em formular as propostas para os municípios e de abril até 30 de junho irá focar na formação de alianças políticas. “Vamos defender em 2012, as políticas públicas, transparência e eficiência na gestão. Para que a população tenha os melhores gestores públicos do Estado”, ressaltou.

PSB

De acordo com o presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), o deputado federal Laurez Moreira, a sigla está em um momento muito bom. Segundo ele, a legenda teve um crescimento significativo nas últimas eleições. “O partido está sendo procurado para novas agremiações e com isso estamos mostrando que a sigla está forte”, enfatizou. No PSB, os dois nomes da legenda estão cotados para disputar a prefeitura de Palmas, no próximo ano, são o do deputado estadual Wanderlei Barbosa o reitor da Universidade Federal do Tocantins, Alan Barbiero. Mas conforme o presidente, o nome que tiver maior apelo popular é que ficará na chapa majoritária para as eleições da Capital. “O que tiver maior apelo popular e qualidade de crescimento é o que iremos lançar. Para isso vamos fazer pesquisas, pois eles têm perfis diferentes”, acrescentou.

PTB

No Partido Trabalhista brasileiro (PTB), o presidente da sigla, o deputado estadual José Geraldo, disse que a expectativa da sigla para as eleições 2012 é “extraordinária”. Segundo ele, o partido está filiando mais líderes e a pretensão da legenda é eleger o maior número de prefeitos no Estado.

No último dia 9, o partido apresentou a pretensão de lançar o ex-deputado federal Antônio Jorge na disputa em Palmas.

Segundo Geraldo, o partido irá continuar valorizando os filiados da sigla. A expectativa da legenda, segundo ele, é que mais de 50 candidatos do PTB sejam eleitos no próximo ano. “Iremos trabalhar para isso, uma vez que, nosso objetivo é contribuir com a melhoria de vida da nossa gente”, completou.

DEM

O presidente do DEM no Tocantins, o deputado estadual Osires Damaso, frisou que o partido “neste momento” está preocupado em reestruturar os diretórios municipais. E após essa organização, Damaso destacou que a sigla irá realizar reuniões regionais para discutir as eleições de 2012, como também dar oportunidades a novos filiados.

Em relação à candidatura própria em Palmas, o presidente enfatizou que o DEM pensa em lançar nomes do próprio partido, mas se isso não for possível, a legenda irá compor com os partidos da base governista. “Estamos buscando novas filiações até setembro, mas se não for possível iremos compor com o governador”, pontuou.

De acordo com Damaso, em 2012, o partido irá defender as bandeiras da produtividade rural e industrial do Estado, bem como a geração de emprego e renda no Tocantins.

Os dirigentes partidários do PV, PP, PDT e do PR, não foram localizados pela reportagem durante a semana. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias