Connect with us

Tocantins

TOCANTINS: Professores da UFT decidem entrar em greve a partir de 2ª

Publicado

em

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira, 21, no auditório do bloco III da Universidade Federal do Tocantins (UFT), professores e Seção Sindical dos Docentes da UFT (Sesduft) decidiram paralisar as atividades nos sete campi da instituição no Estado a partir da próxima segunda-feira. Entre as alegações da classe, conforme proposta do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), estão perdas salariais de mais de 152% referente aos últimos 12 anos e ainda perda de direitos trabalhistas, plano de cargos e carreiras e outros prejuízos.

Ao todo, são cerca de 800 professores trabalham na UFT. A categoria espera adesão total. Em todos os campi, a UFT tem quase 13.500 mil alunos.A paralisação que estava prevista para acontecer somente no segundo semestre acabou antecipada. Segundo os professores, caso paralisassem somente em agosto a greve poderia não surtir efeito.

Para a classe, paralisar as atividades agora é uma forma de pressionar o governo, já que para realizar as rematrículas os estudantes poderão sofrer prejuízos, uma vez que o lançamento de notas e fechamento de diários não serão realizados até que haja um posicionamento do governo.

A UFT é a terceira universidade do Brasil a deliberar pela greve. Antes dela, a Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e Universidade Federal do Pará (UFPA) também anunciaram a paralisação. De acordo com o presidente do Sesduft, Vinícius Pinheiro Marques, além da perda salarial, a classe luta pela linha única nos contracheques. “Uma das nossas revoltas é que os professores aposentados estão com uma redução de quase 60% no valor do seu contracheque”, disse afirmando que este valor representa as atuais gratificações, destacando que isso acontece porque esse percentual é o equivalente as gratificações recebidas pela categoria.

“Do total que recebemos, 60% vem por gratificações e outros benefícios, enquanto o salário real apresenta defasagem. Com isso, se o profissional aposenta, ele perde todas estas gratificações e fica apenas com o salário base”, pontuou.

Durante a assembléia, professores de Palmas e representantes dos sete campi distribuídos no Estado apresentaram propostas que foram decisivas para o início da greve. As propostas foram avaliadas pelo Sesduft que em seguida decidiu pela paralisação geral da categoria.

Assembléia

Na próxima segunda-feira, 27, uma nova assembleia será realizada para que outros detalhes da greve sejam definidos. De acordo com Marques, durante a greve os portões de todos os campi continuaram abertos e os professores estarão realizando atividades que envolvam a paralisação em todas as unidades, como a definição de professores que vão participar do comando de greve e ainda sobre a agenda de atividades a serem executadas durante a paralisação.

Técnicos

Nesta quarta-feira, 22, está prevista uma reunião com representantes da categoria e o governo federal em Brasília (DF). Técnicos Administrativos da UFT também estão em greve a cerca de um mês reivindicando valorização dos servidores da educação superior, equiparação salarial a três salários mínimos, reajuste dos auxílios-creche e alimentação e a revisão do anexo quatro do Plano de Carreira que trata sobre a qualificação. (Jornal do Tocantins)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Agrotins 2021 100% Digital aponta as tendências econômicas e produtivas do mercado da carne bovina

Publicado

em

A Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2021 100% Digital promoveu, nesta quinta-feira, 17, live para debater as atuais perspectivas econômicas e produtivas para o mercado da carne bovina. O bate-papo contou com a participação do secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Jaime Café; do secretário Nacional de Política Agrícola, César Hallum, de especialistas e produtores. A feira encerra nesta sexta-feira, 18, e está sendo realizada totalmente on-line com transmissão na plataforma digital: www.agrotins.to.gov.br.

O secretário Jaime Café ressaltou que o Governo do Tocantins tem incentivado o uso das tecnologias de melhoramento genético do rebanho tocantinense. “O Tocantins possui as qualidades para tornar-se um grande produtor e exportador de carne. Para isso, estamos com 100 mil procedimentos de IATF [Inseminação Artificial em Tempo Fixo], sêmen de touros registrados na ABCZ [Associação Brasileira de Criadores de Zebu], propiciando o aumento do rebanho tocantinense de alta qualidade”, destacou.

De acordo com o secretário nacional de Política Agrícola, César Hallum, o consumo de carne bovina está diretamente ligado ao poder aquisitivo da população, mas, nos próximos anos, o Brasil prevê crescimento econômico de 5%, a China em torno de 7 a 10% e o mundo inteiro na casa dos 7%, isso fortalece o poder de consumo mundial. “Um outro fator é que o Tocantins livre da febre aftosa, sem vacinação, deve ocorrer em breve, abrindo mais espaço para exportação da carne tocantinense”, ressaltou.

O sócio-consultor da MB Agro Consultoria, Alexandre Mendonça de Barros, fez uma explanação geral da produção econômica mundial, no consumo interno, importação e exportações dos maiores países, enfocando o Brasil, e principalmente o Tocantins, estrategicamente, porque possui grande potencial de produção da carne vermelha. “Há uma explosão da demanda mundial, principalmente da China, que é o maior importador na carne brasileira, e dos Estados Unidos, que também podem ser grandes importadores. Atualmente, estamos utilizando tecnologias genéticas mais avançadas na criação dos rebanhos, o que possibilita que essa produção avance ainda mais nos próximos anos”, afirmou.

Para o consultor e fundador da Agrojem, José Eduardo Mota, o Tocantins pode crescer muito com relação à produção da carne, sendo que, atualmente, o abate de rebanho do Estado é de 12%, mas pode alcançar a média nacional, de 16 a 20%. “O uso da tecnologia avançada é um dos diferenciais nesse processo, mas acredito que chegaremos lá, pois atualmente os produtores estão investindo na genética apurada do rebanho”, pontuou. (Elmiro de Deus)

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Polícia vai intensificar combate à perturbação do sossego

Publicado

em

A Polícia Militar, representada pelo comandante do 2º Batalhão, tenente-coronel Valdeonne Dias da Silva, reuniu-se na manhã dessa quarta-feira, 16, na sede do 2º BPM, em Araguaína, com a Delegada Regional da Polícia Civil, Ana Maria Barros Varjal, e o Delegado de Polícia Civil Fernando Rizélio Jaime, titular da Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo (DEIMPO), a fim de alinhar operações constantes e parte procedimental, no que tange ao desrespeito ao código de trânsito, contravenções penais relacionados à perturbação do sossego alheio.

Esse alinhamento fará com que as intervenções tanto da Polícia Militar quanto da Polícia Civil sejam mais eficientes no combate  à perturbação do sossego alheio, que tem gerado problemas de cunho social na cidade de Araguaína.

Na reunião, as autoridades policiais discutiram sobre o uso inadequado de aparelho sonoro, seja por uso em veículos (de qualquer espécie) ou equipamento que produza som audível do lado externo, independentemente do volume ou frequência, mas que perturbe o sossego público, o que implica em intervenção por parte da polícia no sentido de apreender o aparelho de som e conduzir os suspeitos à Delegacia.

Com relação ao som automotivo, as ações policiais seguirão o mesmo rigor, principalmente na parte de procedimento administrativo que se refere ao Código de Trânsito Brasileiro, bem como à própria perturbação e voltado para a lei de crime ambiental.  “Mesmo em tempos de pandemia, esses problemas referentes à perturbação do sossego alheio ainda perduram, prejudicando toda população, por isso a necessidade de reforçar a fiscalização”, ressaltou o comandante do 2º BPM.

Continue lendo

Tocantins

Sebrae Tocantins se classifica para 12º Prêmio CIEE de Estágio

Publicado

em

Acontece nesta quinta-feira, 17, a entrega do 12º Prêmio de Melhores Programas de Estágio, promovido pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). A cerimônia será transmitida pelo CIEE, no Youtube, a partir das 16h. O evento é uma forma de reconhecer organizações quando o assunto é inclusão no mundo do trabalho, e o Sebrae Tocantins está classificado, a partir de pesquisas realizadas com os estagiários.

A premiação também permite o levantamento de pontos importantes para entender a realidade dos estagiários nas empresas e promover a troca de conhecimentos sobre as melhores práticas de gestão, com estudo conduzido por renomados institutos de pesquisa do país.

Para a estagiária da Unidade de Marketing e Comunicação do Sebrae Tocantins, Fabiana Espíndola, este momento é um grande passo para começar uma trajetória no mercado de trabalho. “É importante estagiar em uma instituição que acolhe, escuta, apoia e promove o crescimento e aprendizado constante, para que nos tornemos bons profissionais, e aqui no Sebrae, encontramos isso”, enfatizou.

Segundo a gerente da Gestão de Pessoas do Sebrae TO, Vera Braga, todo estagiário deveria ter a oportunidade de avaliar seu período dentro de uma empresa. “Estamos felizes em saber que eles avaliam bem nosso programa de estágio e podem contar com a nossa disposição e empenho para ofertar o melhor para o crescimento deles”, pontuou. 

O superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, afirma que é uma satisfação participar do 12º Prêmio dos Melhores Programas de Estágio do CIEE. “Aqui, desde o início, na elaboração dos planos de estágio, os jovens são acompanhados por profissionais experientes, que auxiliam em cada etapa de desenvolvimento, investindo em treinamento e capacitação. Nossa intenção é formar bons profissionais, não só para o Sebrae, mas para o mundo do trabalho”, destacou.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze