- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 16 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: TRF condena Amarildo e ex-gestor por improbidade

Mais Lidas

O Tribunal Regional Federal da 1° Região condenou por improbidade administrativa o ex-deputado federal Amarildo Martins da Silva (PSC), o Pastor Amarildo, e os empresários Darci e Luiz Vedoin, além do ex-prefeito de Porto Alegre do Tocantins, Adeljon Nepomuceno de Carvalho (na época do PSC). O ex-gestor e o restante dos envolvidos são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de terem participado da Máfia das Sanguessugas. Os réus ainda podem recorrer da decisão ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Conforme o MPF, o Tribunal Regional Federal entendeu que os acusados fraudaram uma licitação no município, no valor de R$ 80 mil, para aquisição de uma ambulância. O processo licitatório foi realizado em 2002, entre a prefeitura e o Ministério da Saúde.

De acordo com o MPF, em investigações realizadas pelo órgão e pela Polícia Federal (PF), foi verificado que houve a negociação dos empresários com Pastor Amarildo para que ela aprovasse uma emenda. E ainda teria acertado com o prefeito a contratação da Klass Comércio e Representações Ltda, pertencente ao grupo de empresas da família Vedoin.

Defesa

De acordo com um dos advogados do ex-deputado, Domingos da Silva Guimarães, ele recorreu da decisão no TRF, com alegação de que as provas não foram suficientes para a condenação. O recurso deve ser julgado pelo STJ. (Jornal do Tocantins, com informações da Ascom do MPF)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias