- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 19 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Unitins confirma demissão de 20 professores

Mais Lidas

A Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) demitiu 20 professores contratados em sistema de carteira assinada, na última segunda-feira. Segundo o reitor da instituição, Joaber Divino Macedo, essas demissões são consequência “natural” do descredenciamento da universidade para oferta do ensino a distância. O recredenciamento da Unitins foi apenas para oferta do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).

“As turmas do ensino a distância não tão tendo mais vestibular, com isso, a medida que essas turmas vão se formando, a necessidade de professores vai diminuindo”, explicou Macedo. Segundo ele, quando as últimas turmas se formarem, o que deve acontecer até o ano que vem, vai haver redução de professores. “Isso é natural devido ao descredenciamento. Diminuindo as turmas é desnecessário a Unitins manter os professores. Essas demissões são necessárias para própria sobrevivência da instituição”, afirmou. Questionado se a lista com os nomes dos profissionais dispensados seria divulgada, o reitor afirmou que não havia necessidade e seria um constrangimento para os profissionais.

Concurso

Em outubro do ano passado, a Unitins divulgou concurso para provimento de 97 vagas para professores. Entretanto, o concurso foi suspenso cautelarmente pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), em 22 de outubro do ano passado. Na ocasião, o TCE argumentou para suspensão do certame que há, entre outros motivos, irregularidades no orçamento, na definição do número mínimo de vagas para portadores de deficiência e na contratação da Comissão Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal do Tocantins (UFT), como executora do concurso.

Atualmente, o processo encontra-se na coordenadoria de diligências do TCE. Se o processo seguir o trâmite legal, depois da coordenadoria, ele seguirá para a coordenadoria de controle de atos de pessoal, depois para o corpo especial de auditores, para o ministério público de contas e retorna para o relator, que é o conselheiro Manoel Pires dos Santos. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
JOSE WILSON P. SILVA

É A PRIMEIRA FONTE QUE FALA COM PRECISÃO SOBRE A SUSPENSÃO DESTE CONCURSO. ESTOU INSCRITO PARA PROF. DOUTOR E ATÉ ENTÃO NENHUMA ORIENTAÇÃO FOI REPASSADA AOS INSCRITOS TAL COMO REAVER O VALOR DA INSCRIÇÃO OU SE O CONCURSO RETORNA. PARABÉNS PELA MATÉRIA.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias