Connect with us

Geral

Três dicas para manter a calma e retomar o controle da sua vida durante a crise da Covid-19

Publicado

em

A pandemia do novo coronavírus não trouxe apenas uma emergência sanitária de abrangência mundial, mas colocou à prova nossas instituições, governos e até mesmo o mercado financeiro e a indústria, que amargam números ruins, com a redução do PIB e da atividade comercial e industrial, deixando milhões de brasileiros em maus lençóis, seja por questões de desemprego, lay-off, redução salarial e outras crises consequentes disto.

No entanto, a palestrante, escritora e especialista em fisiologia e referência no estudo da meditação, Debora Garcia, aponta medidas que podemos adotar para não perder o controle das nossas vidas e da nossa calma durante as aflições da pandemia, mesmo quando as coisas não vão como esperávamos: “sabemos que a esperança que se adia adoece o coração.  Estamos falando de sonhos, planos e até mesmo, infelizmente, vidas que foram interrompidas pela pandemia da covid-19. No entanto, precisamos manter a nossa paz e o nosso equilíbrio, embora não seja fácil, para sairmos desta mais fortes e aplicarmos as lições aprendidas para superar os novos desafios que virão.”

Confira três dicas de Debora Garcia para manter a calma mesmo passando pelo  momento mais delicado da crise:

1 – Filtre as informações
Saiba escolher criteriosamente àquilo que assiste e ouve, porque isso é alimento para a sua mente. A qualidade dos nossos pensamentos é influenciada diretamente por esses alimentos’. Evidente que é importante se manter informado especialmente em uma situação como essas, mas o excesso pode aumentar o stress e ansiedade, gerando um medo ainda maior afetando o seu equilíbrio.

2 – Faça pausas estratégicas
Fazer uma breve pausa para meditar no meio do dia pode parecer estranho. Mas uma meditação pode te trazer mais energia, acalmar as emoções, reduzir  tensões e aumentar a clareza de ideias.

A meditação traz inúmeros benefícios comprovados cientificamente por pesquisadores do Centro Médico Irving da Universidade de Columbia e do Institute for Prevention Research revelaram que a prática tem muitos benefícios para a saúde geral e o corpo, pois também é capaz de reduzir as chances de se ter um ataque cardíaco e AVC, reduzir a pressão arterial, as inflamações e fortalecer a imunidade. Além disso, estimula a concentração, proporciona ferramentas para pensarmos com maior clareza e melhora no desempenho das funções profissionais e pessoais.

3 – Seja gentil consigo mesmo
Entender que estamos passando por uma situação delicada, que está gerando tensão em muitas pessoas é um ótimo gesto de gentileza. Saber que você pode sim ter várias emoções nesse momento, aprendendo a se acolher ao invés de se cobrar tanto por uma vida absolutamente regrada e rígida nessa fase que é passageira.

Adeque seus horários para essa nova realidade, que é temporária mas exige habilidade para administrar a dinâmica de trabalho, vida pessoal e todos os cuidados para se prevenir da contaminação, como as rotinas de higienização que podem também ser fonte de stress.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Geral

Brasil tem 2,733 milhões de contaminados e 94,1 mil mortos pela Covid-19

Publicado

em

Mais 541 pessoas morreram por causa da covid-19 no Brasil, conforme registros oficiais neste domingo (2). Com isso, o total de mortos chega a 94.104 desde março – 45 casos a cada 100 mil habitantes. As informações são do Ministério da Saúde e estão disponíveis na internet.

De acordo com a atualização dos dados deste domingo (2), 25,8 mil pessoas foram infectadas pelo vírus desde ontem. O balanço totaliza 2,733 milhões de casos de contaminação pelo novo coronavírus – 1.301 casos a cada grupo de 100 mil habitantes. Segundo o ministério, 1,883 milhões de pessoas recuperaram a saúde depois da infecção.

A Região Sudeste registra um total de 942.948 casos de infecção por covid-19, seguida pela Região Nordeste com 878,1 mil casos. No Norte do país, somam 414.492 casos. No Centro-Oeste, 259.509 casos. E no Sul, 238.627 infectados.

O Estado de São Paulo, o mais populoso e com maior número de contaminações, registra hoje mais 6.397 casos, somando 558.685 casos desde o início da pandemia – 1.217 casos acumulados em 100 mil habitantes. Nesse período, totalizam 23.317 mortes no estado – 81 novos falecimentos registradas neste domingo por causa da pandemia – 51 óbitos a cada grupo de 100 mil habitantes.

Continue lendo

Geral

Fiocruz vai produzir 100 milhões de doses de vacina contra covid-19

Publicado

em

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Ministério da Saúde, e a farmacêutica britânica AstraZeneca assinaram ontem (31) um termo que dará base para o acordo de transferência de tecnologia entre os laboratórios e a produção de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19, caso seja comprovada a sua eficácia e segurança. O medicamento está sendo desenvolvido pela empresa do Reino Unidos em conjunto com a Universidade de Oxford e já está em fase de testes clínicos no Brasil e em outros países.

O acordo entre Fiocruz e AstraZeneca é resultado da cooperação entre os governos brasileiro e britânico, anunciado em 27 de junho pelo Ministério da Saúde. A assinatura do acordo de encomenda tecnológica está prevista para a segunda semana de agosto e deve garantir o acesso a 30 milhões de doses da vacina entre dezembro e janeiro de 2021 e 70 milhões ao longo dos dois primeiros trimestres do próximo ano.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que prevê um repasse de R$ 522,1 milhões na estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos, para ampliar a capacidade nacional de produção de vacinas. Outros R$ 1,3 bilhão são despesas referentes a pagamentos previstos no contrato de encomenda tecnológica. Os valores contemplam a finalização da vacina.

O memorando de entendimento assinado nesta sexta-feira (31) define os parâmetros econômicos e tecnológicos para a produção da vacina da covid-19 e, de acordo com o ministério, garante a incorporação da tecnologia em Bio-Manguinhos para que o Brasil tenha condições de produzir a vacina de forma independente.

A Fiocruz recebeu informações técnicas fornecidas pela AstraZeneca necessárias para a definição dos principais equipamentos para o início da produção industrial. A instituição brasileira também colocará à disposição sua capacidade técnica para a aceleração do escalonamento industrial da vacina junto a outros parceiros.

De acordo com o Ministério da Saúde, ao mesmo tempo a Fiocruz constituiu um comitê de acompanhamento técnico-científico das iniciativas associadas às vacinas para a covid-19, com a participação de especialistas da Fiocruz e de instituições como as universidades de São Paulo (USP) e as federais do Rio de Janeiro (UFRJ) e de Goiás (UFG).

A vacina produzida por Bio-Manguinhos será distribuída pelo Programa Nacional de Imunização, que atende o Sistema Único de Saúde (SUS). O acordo com a AstraZeneca permitirá, além da incorporação tecnológica desta vacina, o domínio de uma plataforma para desenvolvimento de vacinas para prevenção de outras enfermidades, como a malária.  (Andreia Verdéliov)

Continue lendo

Geral

Norte do país tem tempo quente e seco, nesta sexta, 31

Publicado

em

O tempo quente e seco permanece sobre a maior parte da região Norte do país, nesta sexta-feira (31). Previsão de tempo com chuva entre o Amapá e o norte do Pará. Chove também, mas com menos intensidade, no norte de Roraima.  

As temperaturas variam entre 15 e 40 graus, na região. A umidade relativa do ar pode variar entre 12 e 96 por cento.

As informações são do Somar Meteorologia. (Brasil 61)

Continue lendo
publicidade