Connect with us

Pará

TUCURUÍ: Investimento em telemonitoramento de pacientes busca desafogar sistema de Saúde

Publicado

em

A Central de Telemonitoramento Covid-19 acompanha, de forma remota, os pacientes que procuram as unidades básicas por 14 dias, tempo médio de duração dos sintomas. A estratégia surgiu da parceria entre a Prefeitura de Tucuruí e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), oferece manejo adequado na evolução dos casos – inclusive do grupo familiar – e favorece o distanciamento social e a proteção dos profissionais de saúde.

Coordenador do projeto, Wendrel Furtado informa que o projeto foi implantado em janeiro, já atendeu 850 pessoas e segue protocolos do Ministério da Saúde, baseados em evidências, a exemplo do que é feito em países como a Espanha.

“Formatamos a proposta e recrutamos uma turma de 18 alunos do 5º ano de Enfermagem da Uepa. Eles são supervisionados e divididos em escala para entrar em contato com os pacientes pela manhã e à tarde para fazer a tabulação dos dados”, detalha o enfermeiro.

Equipes das 23 unidades de atenção básica do município também foram qualificadas para captar os casos suspeitos ou confirmados de Covid. Assim, os pacientes acompanhados no telemonitoramento já passaram previamente pelo atendimento médico.

“A ligação é feita no dia seguinte, a partir de uma triagem, considerando os casos com maior risco (idosos, grávidas e pessoas com comorbidades) que são monitorados a cada 24h e os sem comorbidades que recebem ligações a cada 48”, observa Wendrel.

REFERENCIAMENTO

Os sintomas podem evoluir para a cura ou, se houver necessidade, o paciente é referenciado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Covidário, estruturada para receber os casos moderados, ou ainda para os hospitais de alta complexidade, onde estão os graves. A Central permitiu desafogar a UPA, que estava atendendo 100 pacientes suspeitos por dia e agora atende apenas 20, possibilitando a assistência a outras doenças.

O monitoramento é alimentado em tempo real por meio de um prontuário eletrônico desenvolvido pela área de Tecnologia da Informação (TI) do município.

“Informações como dados sociais, presença de comorbidade e profissão do paciente; os usos da medicação; efeitos adversos, se continua com os sintomas, se o grupo familiar apresenta também. Após a diminuição dos sintomas, eles recebem alta do monitoramento, orientações sobre prevenção”, explicou Wendrel. 

Aira Pompeu é uma das acadêmicas que atua no telemonitoramento. “Está sendo muito gratificante, pois quando vamos nas unidades percebemos que a Covid está muito avançada. Assim, alcançamos o paciente mantendo a distância social. Isso dá uma sensação de segurança e de integralidade do cuidado”, comenta a estudante.

Ela diz que a atenção faz a diferença para os pacientes. “Teve uma vez que ligamos para uma senhora que tinha uns 50 anos. Percebemos que eles ficam muito isolados e carentes e agradecem pelo cuidado. Isso me emocionou na época”, acrescentou.

O serviço é destinado a toda a população, independentemente da faixa etária. “A principal importância é dar assistência integrada ao paciente, fazer as orientações cabíveis para manter o isolamento e ter o manejo adequado, estruturando o serviço para não entrar em colapso. Logo no começo foi difícil, mas agora estamos estruturados. Estávamos no final de um pico, mas agora estamos preparados”, avalia o coordenador, informando que houve um aumento de 15% nos casos no mês de março.

SERVIÇO

O teleatendimento funciona das 8h às 12h, com contato remoto pelos telefones: (94) 98169-7415 e (94) 98168-9847. Também está disponibilizado um contato 24h pelo número (94) 98129-5792, em que o paciente pode se informar sobre os sintomas e dúvidas em relação à pandemia. (Dayane Baía)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 31 e 1ª

Publicado

em

Continue lendo

Pará

PALESTINA: Trânsito deve ser municipalizado

Publicado

em

Os Poderes Executivo e Legislativo palestinense começaram a discutir sobre a municipalização do trânsito.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê a divisão de responsabilidades e uma sólida parceria entre órgãos federais, estaduais e municipais. Para os municípios se integrarem ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT), exercendo plenamente suas competências, precisam criar um órgão municipal executivo de trânsito com estrutura para desenvolver atividades de engenharia de tráfego, fiscalização de trânsito, educação de trânsito e controle e análise de estatística.


Conforme o porte do município poderá ser reestruturada uma secretaria já existente, criando uma divisão ou coordenação de trânsito, um departamento, uma autarquia, de acordo com as necessidades e interesse da municipalidade.

As conversas entre Legislativos e Executivo em Palestina, devem ser afuniladas, para a formalização de um projeto que terá de ser aprovado pelos parlamentares.

Continue lendo

Pará

Estado e prefeituras de Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia vão recuperar estradas vicinais

Publicado

em

O governo do Estado do Pará e a prefeitura da cidade de Santa Maria das Barreiras assinaram nesta quarta-feira (28), dois convênios para a recuperação de estradas vicinais e para o repasse de combustível ao município. O documento foi assinado pelo governador Helder Barbalho, pelo prefeito Adriano Salomão e outras autoridades que acompanharam a cerimônia oficial, realizada em Casa de Tábuas, distrito de Santa Maria das Barreiras.

“Hoje nós estamos liberando cerca de R$ 3,6 milhões para a prefeitura de Santa Maria das Barreiras usar com combustível e recuperação de estradas. Com isso, vamos escoar a produção e, se Deus quiser, retornaremos aqui para trazer mais asfalto para as ruas de Santa Maria das Barreiras e também para Casa de Tábua”, destacou o governador.

No primeiro convênio está previsto, no total, a recuperação de  mais de 100 Km de vias. O trabalho será realizado em três trechos que ligam comunidades as principais rotas dentro do território barreirense. O objetivo é melhorar a trafegabilidade na região, garantindo assim, mais segurança para quem utiliza as estradas e para o escoamento da produção local.

“Esses grandes convênios pautados na área viária do Estado nos deixam muito felizes pelos benefícios que vão trazer”, destacou o prefeito de Santa Maria das Barreiras, Adriano Salomão.

Para quem precisa andar de moto pelas vicinais, como o estivador Claudionor Pereira da Silva, a ação para melhoria das estradas é importante. “Eu passo por esses lados todos os dias, então digo que esse serviço está melhorando muito a nossa vida. Passar por aqui, com a estrada ruim, é terrível”, destacou.

O segundo convênio assinado entre a prefeitura de Santa Maria das Barreiras e o governo do Estado será para repasse de óleo diesel, que servirá para abastecimento de equipamentos de terraplanagem e para o restabelecimento da trafegabilidade de vicinais.

Ao saber das ações realizadas pelo governo do Estado em parceria com a prefeitura municipal, dona Edinelza da Silva comemorou. “Esse trabalho está ótimo, eu acho muito bom. O serviço tá ficando maravilhoso em comparação com o que era antes”, disse a lavradora.

Durante a programação, o governador Helder Barbalho também assinou um terceiro convênio, desta vez, com a prefeitura de Santana do Araguaia. No documento consta a parceria entre Estado e município para garantir a reconstrução de vias e combustível para execução do serviço.

“Em Santana não será diferente. Nós assinamos um convênio com valor perto de R$ 600 mil para combustível. Assim, o prefeito poderá trabalhar nas estradas vicinais. Além disso, estou esperando a equipe do gestor terminar o projeto do hospital e do terminal. Na hora que terminar, nós vamos lá”, explicou o governador.

“O governador está doando combustível para Santana do Araguaia e nós vamos levar mais estradas ao nosso município”, destacou o prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Da Machado”.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze