Connect with us

Pará

TUCURUÍ: Reunião debate projeto de piscicultura que está paralisado há 10 anos

Publicado

em

Na segunda-feira (17), o Ministério Público do Estado realizou uma reunião com representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da Administração Hidroviária da Amazônia Oriental (AHIMOR) para debate sobre a implementação do projeto de Piscicultura, que está estagnado há 10 anos.  O projeto deveria atender 325 famílias atingidas pelas obras de Eclusa construída em Tucuruí.

A reunião foi conduzida pelo promotor titular da 3ª Promotoria de Justiça de Tucuruí, Francisco Charles Teixeira e pela promotora de justiça Adriana Passos Ferreira, que está atuando em conjunto no procedimento. Em reunião na sede do Ministério Público em Tucuruí, os representantes do o DNIT e da AHIMOR informaram que não possuíam condições de desenvolver o projeto de acordo com o cronograma apresentado no ano passado e teriam que realizar mais ajustes no projeto. O motivo seria a redução orçamentária.

De acordo com a promotora Adriana Passos Ferreira, o orçamento inicial apresentado ao Ministério Público, no ano de 2018, foi no valor de  dezessete milhões de reais, porém as instituições relataram que o valor era inviável e a nova estimativa inicial do orçamento para este ano é de três milhões de reais.

O projeto deveria ter iniciado em 2010, e iria atender 325 pescadores atingidos pelas obras de Eclusa, em Tucuruí, por meio da piscicultura, que é uma forma de produção sustentável de peixes em tanques. O projeto de produção de peixes seria desenvolvido no Parque Aquícola de Breu Branco III – Ipirá I, aproveitando o potencial do parque aquícola de Tucuruí. As famílias foram afetadas pelas obras de eclusa na região.

A promotora Adriana Passos relatou que, desde o ano de 2010, o Ministério Público vem tentando realizar acordos para o desenrolamento do projeto, porém sem comprometimento por parte das empresas.

Ao final da reunião, foi constituída uma comissão com os representantes do DNIT, da AHIMOR, do Instituto Federal do Pará (IFPA) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), para fazer um novo levantamento dos recursos existentes, com a finalidade de se realizar o ajuste financeiro inicial sem impactar na qualidade do projeto.

A comissão se comprometeu a apresentar o reajuste financeiro até o dia 17 de agosto deste ano. Após essa data será avaliado pelo Ministério Público ou a propositura de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou ajuizamento das ações cabíveis.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

MARABÁ: Infraestrutura do Novo Terminal de Integração avança

Publicado

em

As obras da construção do novo Terminal de Integração de Marabá não param. O novo espaço pretende reduzir o tempo de espera nos pontos de ônibus e também reduzir custos para o usuário.

O engenheiro civil, Alex Amoury, da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), é o responsável por acompanhar o andamento da obra. Ele conta que no momento os serviços se concentram nos dois blocos onde irão funcionar o setor administrativo e comercial do novo Terminal.

“Nos dois, as fundações foram executadas, assim como a estrutura de concreto, laje pré-fabricada (treliçada), o fechamento em alvenaria com blocos cerâmicos, tubulação de água e esgoto, laje para a caixa d’água, contrapiso dos dois blocos”, explicou o engenheiro.

Além desta etapa, os operários já iniciaram a construção da plataforma de embarque e desembarque que liga o bloco comercial e administrativo, além da construção de banheiros e outros setores.

“O prédio administrativo terá duas lojas na parte inferior, recepção da administração, banheiros masculino e feminino. No piso superior teremos a administração do terminal. Teremos também uma plataforma de aproximadamente 50 metros até o bloco comercial que será composto de seis lojas”, afirmou Alex Amoury.

A proposta é fazer com que a partir do funcionamento do Terminal os veículos possam ter um percurso menor, tendo em vista que serão planejadas novas linhas, num total de 14, atendendo os usuários em todos os bairros, com um tempo de espera bastante reduzido.

Está é uma das obras mais aguardadas para quem utiliza o transporte público em Marabá..

“Com o terminal de integração, numa área central da cidade, todas as linhas irão convergir e dar maior rapidez ao usuário, pois irá diminuir o tempo de viagem. Com o sistema integrado teremos melhor atendimento com conforto e mais segurança”, relatou Jair Barata Guimarães, secretário de segurança institucional e presidente do Conselho Municipal de Transporte do município. (Victor Haor / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Bairros Tropical e Jardim Ipiranga recebem mutirão de limpeza

Publicado

em

Dando continuidade ao mutirão de limpeza realizado na cidade, as equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb) estão nesta semana nos bairros Tropical I, II e Jardim Ipiranga. 

Antes de iniciar o mutirão nesses locais, a equipe de educação ambiental juntamente com os fiscais de urbanismo desenvolveram uma ação educativa de porta em porta para comunicar aos moradores sobre o mutirão e também falar a respeito do acondicionamento correto do lixo e ainda sobre limpeza dos lotes.


De acordo com o coordenador de educação urbana da Semurb, Daniel Barros, a ação tem a proposta de intensificar a limpeza geral na cidade, com a colaboração dos moradores. “Estamos nos bairros tropical I e II e Ipiranga. Uma semana antes de iniciar os serviços percorremos os bairros avisando nas residências e também colocamos carro som nas ruas sobre ação”, explicou o coordenador. 

“Também conversamos sobre o lixo domiciliar, pois algumas pessoas ainda colocam pra fora nos dias e horários inadequados, por isso pedimos a colaboração dos moradores para que façam o acondicionamento nos dias e horários corretos. E ainda falamos sobre a limpeza dos lotes”, concluiu Daniel.  

Além da retirada de entulhos e galhadas, as ruas recebem capina e roçagem. O mutirão segue em outros locais do município, conforme cronograma que será divulgado pelo Semurb. (Liliane Diniz / Foto: Oril Lima)

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Km7 e Transmangueira recebem serviço de tapa-buraco

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira (4), as equipes estavam divididas na Nova Marabá, nas proximidades da UBS Mariana Moraes e no KM 7. Quatro ruas do bairro receberam recuperação da camada de asfalto e também recuperação das sarjetas, melhorando o escoamento da água pluvial.

Do km 7, a equipe seguiu para a Transmangueira, área de divisão entre a Velha Marabá e Nova Marabá. Na programação desta semana, há ainda os bairros de Belo Horizonte e São Félix.

Manoel Penha, responsável pela equipe Tapa-Buraco da Sevop, diz que os serviços seguem uma programação semanal que visa atender todos os bairros.

“Com o serviço melhora o tráfego e vamos fazendo de acordo com a demanda. É uma questão de segurança e agora com o verão vamos aumentando os serviços”, disse Manoel Penha.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze