Connect with us

Pará

URUARÁ: Fiscalização do Trabalho resgata 18 trabalhadores de condição análoga à de escravo

Publicado

em

Dezoito trabalhadores foram resgatados de condição análoga a de escravo em dois estabelecimentos rurais do município de Uruará, na região de Altamira, sudoeste do Pará. A operação, coordenada pelo Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM) do Ministério da Economia, com apoio da participação da Defensoria Pública da União e da Polícia Federal, ocorreu entre 10 e 19 de setembro e foram divulgados nesta segunda, 23.

Na primeira fazenda, foram encontrados oito trabalhadores, sendo sete alojados em barracos de lona. O oitavo trabalhador dormia em um pequeno depósito utilizado para armazenamento de produtos diversos, como ração para animais, sal pecuário, motosserras, bombas de aplicação de agrotóxicos e produtos de uso veterinário, como larvicidas. Eles trabalhavam na derrubada da mata nativa para formação de pastagem.

Na segunda propriedade rural fiscalizada havia mais 10 trabalhadores em condição análoga à de escravo em atividade de preparo do pasto, aplicação de herbicida e manejo de rebanho bovino. Cinco estavam alojados em sistema de moradia coletiva de famílias e os demais, divididos em dois barracos de lona instalados em regiões de difícil acesso no interior da fazenda.

Irregularidades

Segundo o coordenador da operação, o auditor-fiscal do Trabalho André Dourado, nos dois casos os trabalhadores não tinham acesso à água potável, água limpa para higiene, preparo de alimentos e demais necessidades, e instalações sanitárias. Também não havia local adequado para preparo, consumo e conservação de refeições e os salários eram pagos fora do prazo legal.

Os dois empregadores entraram em acordo para pagar as verbas trabalhistas devidas e rescisórias e indenizações por danos morais. Os trabalhadores foram afastados das atividades e receberão Seguro-Desemprego especial para resgatado, que corresponde a três parcelas no valor de um salário mínimo (R$ 998) cada. Eles também foram encaminhados a órgãos assistenciais de acolhimento.

As irregularidades trabalhistas e de saúde e segurança constatadas nos estabelecimentos rurais resultaram na lavratura de 93 autos de infração.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Pará segue com 228.068 casos e 6.551 óbitos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) confirmou neste domingo (27) mais 312 casos de Covid-19 e 5 mortes. Agora são 228.068 casos e 6.551 óbitos no estado. São 166.391 recuperados, até então.

Segundo a Sespa, foram 22 casos e 3 óbitos nos últimos sete dias, além de 290 casos e 2 óbito de dias anteriores.

Em relação à ocupação de leitos na rede estadual, o Pará tem 17.1% dos leitos clínicos e 47.78% das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

De acordo com a Sespa, já foram realizados 349.335 testes rápidos e 48.500 testes de PCR para Covid-19, até então.

Continue lendo

Pará

PF e FAB interceptam aeronave na Serra do Cachimbo no Pará utilizada no transporte de drogas

Publicado

em

A Polícia Federal e a Força Aérea Brasileira (FAB), em ação conjunta na data de hoje, interceptaram uma aeronave classificadas como hostil ante a suspeita de uso para o transporte de entorpecentes.

A aeronave, modelo Cessna T210N Turbo Centurion II, foi interceptada e monitorada por caças da Força Aérea Brasileira (FAB) em ponto próximo à Serra do Cachimbo no sul do Estado do Pará, sendo comandado o pouso em uma pista determinada para averiguação.

O piloto da aeronave, contudo, não atendeu aos comandos dos caças, tendo feito um pouso forçado em uma pista no meio da floresta e, em seguida, ateado fogo à aeronave, como forma de dificultar a identificação e apreensão dos entorpecentes em seu interior.

Uma equipe da Polícia Federal, com o auxílio de helicóptero do Coordenação de Aviação Operacional da instituição (CAOP/DIREX/PF), imediatamente se deslocou ao ponto de pouso da aeronave, a qual já se encontrava em chamas.

O piloto se evadiu do local logo após causar o incêndio da aeronave, sendo que a Polícia Federal continua em diligências na região visando a sua localização.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Disputa pela Prefeitura terá cinco postulante

Publicado

em

Em Marabá, mais importante município de Carajás, no estado do Pará, cinco nomes vão disputar a Prefeitura Municipal.

Banhada pelos Rios Itacaiúnas e Tocantins que tiveram na formação do município um papel importante, porque apesar dessa região ter sido explorada pelos portugueses ainda no século XVI, permaneceu sem ocupação definitiva durante quase 300 anos. Somente a partir de 1892 é que, de fato, o espaço foi ocupado por colonizadores.

Em 1929, a cidade já se encontra iluminada por uma usina à lenha e em 17 de novembro de 1935 o primeiro avião pousa no aeroporto recém inaugurado na cidade. Nesse período, a cidade era composta por 450 casas e 1500 habitantes fixos.

Com a abertura da PA-70, em 1969, Marabá é ligada à rodovia Belém-Brasília. E em 1980 a cidade é assolada pela maior enchente da sua história. Já restaurada, em 1988 dá início aos preparativos para a instalação de indústrias siderúrgicas, para produção de ferro-gusa, negócio que veio trazer grandes benefícios e expansão para o município.

A denominação Marabá tem origem indígena e significa filho do prisioneiro ou estrangeiro, ou ainda o filho da índia com o branco.

Na eleição passada, 4 nomes postulação comandar o município, o eleito foi Tião Miranda, que agora em 2020, disputará a reeleição.

Veja quem são os nomes:

Continue lendo
publicidade Bronze