Connect with us

Bico do Papagaio

Vacinação antiaftosa termina nesta segunda-feira, 15, e comprovação vai até 31 de agosto

Publicado

em

O prazo de prorrogação da vacinação contra febre aftosa encerra nesta segunda-feira, 15. Mas o prazo para a comprovação do ato foi estendido até o dia 31 de agosto devido à pandemia da Covid-19. O Tocantins está livre há 23 anos da doença e tem a estimativa de imunizar cerca de 8,5 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos), indiferente da faixa etária, nesta primeira etapa da campanha.

O responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, explica que para o pecuarista comprovar a vacinação deverá apresentar a nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso preenchida com os dados dos rebanhos existentes na propriedade rural, inclusive de outras espécies. “É preciso agendar um horário, pois estamos evitando aglomerações de pessoas nas unidades de atendimento. A declaração da vacinação é obrigatória e a omissão poderá acarretar multas e outras sanções”, afirma.

João Eduardo esclarece ainda que o Tocantins, assim como os demais estados estendeu o prazo da vacinação em aproximadamente 15 dias, autorizando o encerramento que seria em 31 de maio para 15 de junho. “A partir de 31 de agosto a nossa equipe vai apurar o resultado da vacinação e contactar os inadimplentes para que a cobertura vacinal fique dentro do esperado”, analisa.

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins, Alberto Mendes da Rocha, avalia que as extensões dos prazos da campanha estão sendo satisfatórios para os produtores rurais e lojas agropecuárias. “Precisamos cumprir nosso papel com muita responsabilidade, afinal estamos trabalhando para retirar a vacinação em 2021 e o nosso avanço futuro depende das ações que executamos hoje”, destaca.

Multas

O produtor rural que não vacinar o rebanho será multado em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, bem como sofrerá outras sanções. É preciso alertar que para transitar os animais, se deve declarar antes a vacinação, para então emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento obrigatório para a movimentação.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Veja os números da Covid-19 deste domingo, 27

Publicado

em

Continue lendo

Bico do Papagaio

NAZARÉ: Quantidade de eleitores supera o de moradores

Publicado

em

Em matéria publicada no portal G1/TO sobre os municípios tocantinenses com mais eleitores que habitantes, está Nazaré, único da região do Bico do Papagaio nessa situação.

A base de dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo especialistas e integrantes de tribunais regionais eleitorais, as diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, migrações e até fraudes.

Outra explicação para esse fenômeno é que o IBGE considera o domicílio civil, onde a pessoa efetivamente mora. Já o TSE leva em conta o domicílio eleitoral, que pode ser o lugar em que o eleitor tenha “vínculo político, familiar, afetivo, profissional, patrimonial ou comunitário”.

Ou seja, é possível que uma pessoa mude de endereço para estudar ou trabalhar, mas não transfira o título eleitoral para continuar mantendo um vínculo com seu local de origem.

Nazaré tem hoje, segundo o IBGE, 3.834 habitantes e conforme o TSE, 3.845 eleitores (diferença de 11).

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Motocicleta com numeração do motor adulterada é localizado no Bairro Cidade Alta

Publicado

em

Na tarde deste sábado, 26, por volta das 14h, a Polícia Militar localizou uma motocicleta Honda Titan 150 azul, com a numeração do motor adulterado, na cidade de Tocantinópolis.

A guarnição fazia patrulhamento ordinário pela cidade quando visualizou a motocicleta na Rua da Tobasa, Bairro Cidade Alta., em Tocantinópolis. Diante das caracterísitcas suspeitas os policiais procederam a vistoria do veículo.

Depois de fazer uma verificação minuciosa dos sinais identificadores do veículo, a guarnição constatou, através de técnicas de identificação veicular, que a motocicleta abordada exibia uma numeração adulterada. Apesar dos policiais realizarem diligências no sentido de localizar o proprietário da moto, não foi possível encontrá-lo.

Diante dos fatos, o veículo foi apresentado na delegacia de polícia, para os procedimentos cabíveis.

Continue lendo
publicidade Bronze