Connect with us

Bastidores

Vencedora do processo seletivo de Tiago Dimas, Casa Tra-Noi recebe R$ 250 mil de emenda parlamentar nesta quarta

Publicado

em

Instalada há 19 anos em Araguaína, Casa de Acolhimento Tra-Noi Dom Carlos Sterpi recebe, nesta quarta-feira, 26 de agosto, em cerimônia restrita, às 9 horas, na sede da entidade, localizada na rua dos Maçons, n° 822, o repasse de R$ 250 mil fruto de projeto escolhido na seleção publica de emendas parlamentares promovida pelo deputado federal Tiago Dimas (Solidariedade-TO).

“A seleção pública feita o ano passado foi um sucesso absoluto. A casa Tra-Noi é a primeira receber o dinheiro, mas tem outras 11 entidades escolhidas com os repasses bem encaminhados”, ressalta o congressista.

Voltada para entidades privadas sem fins lucrativos, a seleção pública, quando lançada pelo parlamentar em outubro do ano passado, escolheria quatro a seis projetos para serem contemplados com recursos do Orçamento da União de emendas parlamentares do deputado. No entanto, em virtude da qualidade das propostas e da abrangência das entidades, Tiago Dimas optou por escolher 12 iniciativas distintas, contemplando ao quase uma dezena de cidades e oito áreas diferentes. Ao todo, serão quase R$ 2,4 milhões para estas entidades do Tocantins.

Referência

A Casa Tra-Noi atende cerca de 280 pessoas por mês gratuitamente. A maioria, acompanhantes e pacientes que precisam ir até Araguaína para tratamento de saúde. Reconhecida na cidade, a casa é mantida pela Associação Tra-Noi do Brasil. Além de doações da comunidade geral, a entidade recebe um pequeno repasse da associação Tra-Noi da Itália, que não cobre todos os custos anuais, estimados em mais de R$ 360 mil por ano.

O dinheiro da seleção pública servirá para manutenção, despesas extras e custeio do espaço. Desde a sua fundação, a associação procura servir a comunidade de acordo com a realidade local. O projeto tem a missão acolher as pessoas e os seus acompanhantes em situação de vulnerabilidade e risco social, vindas de outros municípios do Tocantins e regiões circunvizinhas por motivos de saúde. A entidade oferece hospedagem, alimentação, mantimentos para higiene pessoal, auxilia na compra de passagens dos doentes e acompanhantes e quando necessário adquire cestas básicas para os mais carentes.

Uso do dinheiro

“O dinheiro será usado nos custeios dessas atividades. Atualmente, o único recurso que ajuda nas entidades vem de doações ou repasses, pequenos, da Associação Tra-Noi religiosa da Itália”, explica Eliane Avelino da Cruz, diretora da casa, que destacou a iniciativa de Tiago Dimas de se fazer a seleção pública e destacar que em época de pandemia o esse recurso é muito bem-vindo, tendo em vista que houve uma queda significativa nas doações recebidas pela instituição

Além de pacientes e acompanhantes, de vez em quando a Casa atende pessoas de Araguaína sem moradia e que foram encaminhadas pela Defensoria Pública. “O projeto Casa de Acolhimento Tra-Noi tem como visão resgatar a dignidade da pessoa nesse momento de fragilidade e restituir-lhe a autonomia para que ela passe a ser sujeito de suas ações e com as necessidades básicas de hospedagem, alimentação, higiene atendidas”, salienta Eliana.

A Casa ainda oferta aos usuários cursos de geração de renda, palestras sobre temas relevantes bem como, oficinas artesanais. “Para mim, é um orgulho poder destinar uma emenda parlamentar a uma entidade tão importante como essa. A Casa Tra-Noi atende mais de 3 mil pessoas por ano, em uma ação singular”, ressalta Tiago Dimas.

Lançamento da seleção para 2021

A seleção pública de emendas parlamentares é uma iniciativa inédita no Tocantins. Em 2020, foram 122 projetos inscritos em um prazo de apenas dez dias de seleção.

Ao fazer a entrega formal do recurso à Casa Tra-Noi, o deputado já lançará a seleção pública para 2021. Com alguns ajustes, a ideia é repetir o sucesso de 2020. Os valores máximos dos projetos a serem inscritos serão de R$ 250 mil.

O valor total e quantidade de projetos contemplados, no entanto, precisará ser definido posteriormente, pois com a crise do novo coronavírus não se sabe ainda quanto cada congressista terá de emenda parlamentar individual em 2021. Neste anos, o valor ficou em pouco mais de R$ 15 milhões.

Curiosidade – quem foi Dom Carlos Sterpi?

Nascido Gavazzana, na Itália, em 1874, Carlos Sterpi, que dá o nome a Casa Tra-Noi, era de uma família de pequenos proprietários de terras. Frequentou o seminário em Stazzano e em 1897 foi ordenado sacerdote. Em 1895, Don Luigi Orione o queria como colaborador e, em 1903, ajudou a fundar a Pequena Obra da Divina Providência em Tortona. Em 1921, visitou a América Latina e espalhou os ideais orionianos, depois voltou para a Itália.

Em 1940, foi um ano crucial para a Itália. Em março, Don Orione morreu e Don Sterpi foi escolhido por unanimidade como Superior Geral e sucessor de Don Orione, pouco antes de a Itália entrar na guerra. Durante a guerra, ele ajudou os necessitados, mesmo após se ferir em ataque aéreo contra Itália. Apesar do agravamento de suas condições de saúde, seguiu ajudando os mais necessitados. Ele morreu em Tortona em 1951, aos 77 anos de idade.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Estudante da Católica Dom Orione é candidato a vereador em Araguaína

Publicado

em

O Jornalista Ricardo JM, estudante de Direito na Faculdade Católica Dom Orione em Araguaína -TO, teve a sua candidatura a vereador aprovada pelo partido PROS no município. Ele é formado em Gestão Pública, e trabalha na área da comunicação há mais de 13 anos, defendendo os valores cristãos, a vida, a família, a liberdade religiosa e atuando contra a ideologia de gênero nas escolas do Tocantins.

Segundo Ricardo JM, uma de suas bandeiras enquanto parlamentar, será o foco no empresariado do município: “Quando temos um comércio forte, temos uma economia forte, se temos uma economia forte, temos mais emprego, mais oportunidade, mais renda e um povo forte e independente”, disse Ricardo JM.

Para o candidato, é importante que o município trabalhe o fortalecimento desse segmento empresarial e a atração de novas empresas para o município.

Quem é Ricardo JM?

Ricardo JM é formado em Gestão Pública, estudante do Curso de Direito; evangélico, casado com a advogada Luciane Costa e pai de três filhos.

Como defensor da família, Ricardo JM ganhou notoriedade no Tocantins por meio de seu trabalho jornalístico desenvolvido há mais de 13 anos pelo site conservador JM NOTÍCIA, no qual aborda temas informativos e relevantes para a sociedade.

Ricardo JM venceu um processo movido contra ele pelo ex-deputado Jean Wyllys após denunciar o Projeto de Lei 5002/2013 de autoria do parlamentar, que tratava da possibilidade da mudança de sexo de crianças, mesmo sem o consentimento dos pais. A Justiça Federal arquivou a ação.

Foi o primeiro jornalista no Tocantins que deu publicidade às portarias estaduais que implantavam a ideologia de gênero no ensino fundamental, infantil e ensino médio. Os atos foram revogados.

Ricardo JM denunciou a portaria da Secretaria da Educação que aboliu a comemoração dos Dias das Mães nas escolas do Tocantins. Agora somente se comemora o Dia de quem cuida de mim.

Por seu trabalho em defesa dos valores cristãos e da família, ele recebeu homenagem na Câmara dos Deputados feita pelo Deputado Federal Otoni de Paula.

ARAGUAÍNA

Durante o pico da pandemia da covid-19, Ricardo JM encabeçou o movimento pela reabertura dos templos religiosos no município e também mostrou por meio das redes sociais, a situação caótica que os empresários estavam passando, devido ao fechamento do comércio.
Pautas: Na Câmara, entre as várias pautas que o jornalista irá defender, estão:

Família, Igreja,

Comércio Forte,

Distrito Agroindustrial de Araguaína (DAIARA) mais cuidado e + valorizado;

Incentivar a instalação de novas empresas no município para a geração de novas vagas no mercado de trabalho;

Inclusão social;

Projetos sociais nos bairros + carentes;

Rádio Gospel 100% evangélica;

Gabinete Itinerante;

Contra a ideologia de gênero nas escolas.

Continue lendo

Bastidores

Candidatos podem começar campanhas neste domingo, 27. Veja as regras

Publicado

em

As campanhas dos candidatos às eleições municipais se iniciam neste domingo (27) em todo o Brasil e se estenderão, para algumas modalidades, até a véspera do pleito, que ocorrerá, em primeiro turno, em 15 de novembro. Os candidatos a prefeito e vereador estarão autorizados a pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita. A propaganda gratuita em rádio e televisão só terá início em 9 de outubro.

A internet será ferramenta indispensável para as campanhas, que terão que se adaptar às recomendações de isolamento social em decorrência da pandemia de COVID-19. No ambiente virtual, a publicidade eleitoral poderá ser feita nos sites dos partidos e dos candidatos, em blogs, postagens em redes sociais e aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Telegram.

A Justiça Eleitoral, porém, formulou regras para a campanha online, que deverão ser observadas rigorosamente pelos partidos, candidatos e suas equipes. Estão vedados, por exemplo, os impulsionamentos de publicações feitas por terceiros, o disparo em massa de mensagens e a propaganda em sites de quaisquer empresas, organizações sociais e órgãos públicos.

Os candidatos também serão responsabilizados por conteúdo enganoso ou descaracterizado que forem utilizados em suas ações de campanha.

As propagandas estimuladas nos sites de relacionamento, permitidas quando realizadas pelos candidatos ou partidos, deverão ser sinalizadas claramente como conteúdo de divulgação.

Nas ruas, será permitido o posicionamento de mesas com material impresso e bandeiras móveis entre 6h e 22h, desde que não atrapalhem o trânsito de veículos e pedestres. Os carros de som só serão permitidos em carreatas, passeatas ou durantes comícios e reuniões.

A Justiça Eleitoral vem estimulando a população a fazer o controle social da propaganda eleitoral. Além da possibilidade de denúncias nos cartórios eleitorais e no Ministério Público Eleitoral, será lançado em 27 de setembro o aplicativo Pardal, específico para informar irregularidades de campanhas. Todas as denúncias requerem identificação do cidadão denunciante.

Veja as principais permissões e vedações de atividades de campanhas a partir de domingo:

  • A distribuição de santinhos e adesivos será permitida até as 22h da véspera das eleições (14 de novembro);

  • Adesivos são liberados em bens privados (automóveis, caminhões, motocicletas e janelas residenciais), desde que não excedam a dimensão de 0,5m2. O material deve conter o CNPJ ou CPF do responsável pela confecção, bem como de quem o contratou, e também a respectiva tiragem;

  • Anúncios na imprensa escrita são permitidos até 13 de novembro e devem respeitar o tamanho máximo do anúncio por edição;

  • Alto-falantes ou amplificadores de som podem ser utilizados das 8h às 22h, até o dia 14 de novembro (um dia antes da eleição), observando-se as restrições de local;

  • Bandeiras e mesas para distribuição de materiais são admitidas ao longo das vias públicas, desde que móveis e que não dificultem o trânsito de pessoas e veículo;

  • Comícios são permitidos até 12 de novembro, entre 8h e 0h e com prévio aviso à autoridade policial em, no mínimo, 24 horas. Apresentação de artistas estão vedadas;

  • Carros de som ou minitrios são permitidos apenas em carreatas, caminhadas, passeatas ou durante reuniões e comícios, respeitando o limite de 80 decibéis e restrições de local;

  • São proibidas as propagandas via telemarketing em qualquer horário, bem como por qualquer meio de disparo em massas de mensagens instantâneas sem anuência do destinatário.

Na Internet 

  • Propagandas eleitorais são permitidas em sites dos candidatos, partidos e coligações. O endereço eletrônico deve ser comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado em provedor estabelecido no país;

  • É proibida a veiculação de propaganda eleitoral em sites de pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, e em portais oficiais ou hospedados por órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta;

  • Mensagens eletrônicas são permitidas apenas para endereços previamente cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido político ou coligação;

  • A campanha pode ser feita por meio de blogs, redes sociais, aplicativos de mensagens instantâneas, mas o conteúdo deve ser gerado ou editado pelos candidatos, partidos ou coligações. Todo impulsionamento deverá conter, de forma clara e legível, o número de inscrição no CNPJ ou CPF do responsável, além da expressão “Propaganda Eleitoral”;

  • São vedados impulsionamentos de posts e mensagens por terceiros.
Continue lendo

Bastidores

Candidatos, partidos e eleitores devem ficar atentos aos prazos que começam neste sábado, 26

Publicado

em

Com a proximidade das Eleições Municipais de 2020, cujo primeiro turno acontecerá no dia 15 de novembro, candidatos, partidos e eleitores devem ficar atentos a alguns prazos eleitorais que se iniciam neste sábado (26).

A partir desta data, cartórios eleitorais e secretarias dos tribunais eleitorais permanecerão abertos aos sábados, domingos e feriados. Devido a tal fato, a partir deste dia, os prazos processuais relativos aos feitos das Eleições de 2020 – com exceção dos submetidos ao procedimento do artigo 22 da Lei Complementar nº 64/1990 – não se suspenderão aos sábados, domingos e feriados.

De 26 de setembro até 18 de dezembro de 2020, o mural eletrônico, mensagens instantâneas e mensagens eletrônicas serão utilizados para as comunicações da Justiça Eleitoral em processos de registro de candidatura, em representações, reclamações e direito de resposta e em prestações de contas, observadas as regras específicas das resoluções respectivas.

mural eletrônico é o sistema oficial de publicação de intimações, notificações e comunicações realizadas pelos cartórios eleitorais e pela Secretaria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no andamento de representações, reclamações e pedidos de resposta previstos na Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições), de pedidos de registro de candidatura, bem como de prestação de contas de candidatos eleitos, disciplinado pelas normas editadas pelo TSE relativas aos pleitos regulares e suplementares.

Também neste mesmo período (de 26 de setembro a 18 de dezembro), o Ministério Público será intimado das decisões e dos despachos por meio eletrônico e, dos acórdãos, em sessão de julgamento, quando nela forem publicados.

Ainda segundo o calendário eleitoral, a publicação dos atos judiciais será realizada também de 26 de setembro a 18 de dezembro de 2020, em mural eletrônico, disponível no site do tribunal eleitoral, com o registro do horário da publicação. Já os acórdãos serão publicados em sessão de julgamento.

Plano de mídia

Outro fato importante do calendário eleitoral que acontece a partir deste sábado (26) é a convocação, pelos juízes eleitorais responsáveis pela propaganda, dos partidos políticos e da representação das emissoras de rádio e de televisão para a elaboração, até 7 de outubro de 2020, de plano de mídia para uso da parcela do horário eleitoral gratuito a que tenham direito.

Também começa amanhã o prazo para realizar o sorteio para a escolha da ordem de veiculação da propaganda em rede e de inserções provenientes de eventuais sobras de tempo, de acordo com o determinado pelos artigos 50 e 52 da Lei nº 9.504/1997.

Confira todos os prazos do calendário das Eleições 2020.

Continue lendo
publicidade Bronze