Connect with us

Tocantins

Volume disponível para crédito rural no TO supera os R$ 2 bi

Publicado

em

A oferta de crédito para fomento ao agronegócio e a agricultura familiar no Tocantins supera os R$ 2 bilhões para a Safra 2013/2014, de acordo com o Banco do Brasil (BB) e do Banco da Amazônia (BASA), maiores instituições na oferta de crédito rural no Estado. Segundo os bancos o setor do agronegócio que mais empresta recursos no Estado é a pecuária, responsável por 70% dos empréstimos.

Para o gerente de agronegócio da superintendência de Negócios, Varejo e Governo do Banco do Brasil no Tocantins, Elondir Biazibetti, o valor ofertado pela instituição, a partir da disponibilização de recursos do governo federal, supre as necessidades dos produtores do Estado. “O governo federal tem atendido aos pedidos de recursos. Então estamos em situação de atendimento de 100% das solicitações de crédito, com adições de até 15% além do previsto, atendidas prontamente”, disse o especialista.

Situação semelhante relata o gerente-geral do BASA no Tocantins, Evercino Ferreira, que aponta que o montante total do banco ultrapassa os R$ 800 milhões obtidos a partir de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). “Esse valor é destinado a todos os estados da região Norte do país e costuma flutuar de acordo com a necessidade de cada unidade. Aqui no Tocantins, o banco também trabalha com 100% das linhas de crédito aprovadas. Não costuma sobrar recursos”, garante Ferreira.

A divisão entre agricultura e pecuária na busca por recursos ainda é desigual no Tocantins, mas a tendências é que isso mude. “A agricultura no Tocantins, fomentada principalmente pela produção de grãos, está equilibrando a balança”, diz Ferreira.

Gargalos

Os pontos passíveis de melhora ao acesso ao crédito costumam ser os mesmos, conforme relato dos gerentes, sendo que o principal ponto a ser trabalhado é a oferta de assessoria técnica, principalmente ao pequeno produtor. “A capacitação de profissionais e o fomento a empresas desse setor é essencial. O Banco do Brasil conta com um projeto para capacitação de 40 empresas deste tipo no Tocantins. A ideia é fazer com que essas empresas busquem soluções customizadas para cada produtor”, explicou Biazibetti.

A falta infraestrutura e a logística para escoamento de produção também agem como agentes desestimuladores do agronegócio e, por consequência, do fomento ao crédito rural. “O Tocantins está inserido na região do Mapitoba, que compreende os estados do Maranhão, Piauí e Bahia, e precisa aumentar os investimentos em infraestrutura para garantir boas condições para atrair os produtores”, disse o especialista do BB. (JT)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

PALMAS: Rumo ao Lockdown. “Se organizem”

Publicado

em

Continue lendo

Tocantins

Seis mortes por Covid-19 são confirmadas no Tocantins nesta sexta dia 26

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, foram contabilizados 788 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 215 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 357.025 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 112.823 casos confirmados da doença. Destes, 101.042 pacientes estão recuperados e 10.272 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.509 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Superintendente do Sebrae Tocantins discute projetos para MPE em Brasília

Publicado

em

O superintendente do Sebrae, Moisés Gomes, esteve reunido nesta quinta-feira, 25/02, em Brasília-DF com o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, e o presidente da Associação Brasileira dos Sebrae Estaduais (Abase), Cláudio Mendonça. Na pauta foram discutidos projetos importantes e de interesse das micro e pequenas empresas que estão em andamento no Congresso.

Moisés Gomes comentou que estes projetos que estão em discussão irão contribuir com um ambiente cada vez mais favorável para o desenvolvimento e a produtividade dos pequenos negócios num momento tão delicado como este causado pela pandemia.

“Aproveitamos também para discutir pontos importantes relacionados à implantação abrangente do Cidade Empreendedora no país. Este projeto terá o objetivo de tornar os municípios muito mais competitivos na gestão pública e no fomento ao fortalecimento dos pequenos negócios”, disse o superintendente, acrescentando que no mês de março iniciará um circuito de visitas nos municípios tocantinenses para tratar sobre esta pauta.

Continue lendo
publicidade Bronze