Connect with us

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: Caseiro confessa crime premeditado de casal

Publicado

em

O caseiro João Batista Lopes Freitas, 29 anos, e a companheira dele, Ângela Peres da Silva Souza, de 19 anos, presos acusados de matar os empresários araguainenses Demerval Freire e Lenir da Silva Freire, confessaram ontem a participação no crime. Enquanto ele admitiu ter matado o casal, Ângela alegou ter apenas ajudado a enterrar as vítimas.

Os dois suspeitos foram presos em João Lisboa-MA, na última quarta-feira, e chegaram nesta quinta-feira, 9, a Araguaína-TO, onde foram interrogados. Freitas e Ângela enterraram os corpos das vítimas na propriedade de Freire, às margens de um córrego, no município de Wanderlândia, na macro região do Bico do Papagaio.

De acordo com o delegado que comanda as investigações, José Rerisson Macedo, Freitas confessou que tramou a morte do casal para roubar a caminhonete L-200.

Depois do crime, no dia 21 de dezembro passado, eles fugiram pelas BRs-226 e 010, dormiram em um motel em Imperatriz-MA e depois seguiram para João Lisboa, onde foram capturados. “Ele deixou um bilhete na fazenda para tentar atrapalhar as investigações e também fez uma ligação para uma das filhas do casal como se fosse um tio dela e inventando que o caseiro e a esposa estavam mortos em Gurupi”, relatou o delegado.

Execução

Ainda de acordo com o delegado, a execução foi covarde. “Ele é muito frio e ela também. Os dois planejaram e executaram o casal. Eles contaram que foram três tentativas até que Freitas desligou a chave que aciona o sistema da bomba de água e chamou o empresário para ir ao local, lá ele deu uma paulada na cabeça do empresário e voltou à casa para chamar Lenir, alegando que Demerval teria morrido do coração. Assim que ela se abaixou para socorrer o marido também foi golpeada com a paulada.”

O caseiro trocou a caminhonete com um tio de Ângela por um Gol, placas NHF 7175, em Senador La Roque (MA), e alegou para a família que teria recebido o veículo de uma herança e depois ficou morando com a esposa na casa dos pais dela em João Lisboa-MA.

Arrependimento

Freitas disse que está arrependido do que fez. “Achei que ia melhorar de vida. Sei que quem perdoa é Deus, mas eu peço perdão para a família, não sei porque eu fiz isso e se arrependimento matasse eu já teria morrido.”

A mulher nega que tenha ajudado a matar, mas confessa que ajudou a levar os corpos. “Colocamos na caminhonete e levamos para enterrar. Eu ajudei, mas porque ele me obrigou e ameaçava me matar, já fui agredida por ele”, relatou.

De acordo com o delegado do caso, o inquérito ainda não foi concluído, mas se condenados os dois acusados podem pegar até 30 anos de prisão, devido aos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver. Freitas foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA) e, em seguida, transferido para a cadeia de Wanderlândia. Ângela foi levada para a unidade prisional feminina de Babaçulândia.

Passagem

Freitas já tinha passagem pela polícia e é acusado de matar espancado o filho recém-nascido, de 32 dias. O crime aconteceu em Governador Valadares-MG, no ano de 2006. Uma carta precatória sobre o caso foi encaminhada pela Justiça mineira para a Justiça do Tocantins para que o suspeito seja ouvido. Freitas também já teria cometido um assassinato no Estado do Pará, supostamente para roubar uma moto.

Crime

O casal de empresários havia desaparecido no dia 21 de dezembro do ano passado. Os corpos só foram encontrados pela irmã de Lenir seis dias depois, parcialmente enterrados na fazenda das vítimas, no município de Wanderlândia. O casal teria ido à fazenda na véspera do Natal levar o caseiro João Batista Lopes Freitas e a esposa para trabalharem na localidade. (Jornal do Tocantins)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Motoqueiro bate em bicicleta na Vila Miranda

Publicado

em

Nesta manhã de quarta, 12, um segundo acidente de trânsito envolvendo motocicleta foi registrado na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio.

Desta vez, o fato foi registrado na Vila Miranda, na Rua Antônio Fernandes. Um motociclista atingiu um vendedor de lanches que estava em uma bicicleta cargueira. Populares relataram que o condutor da motocicleta aparentava sinais de embriagues.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Dupla invade casa no Centro do Jacob e furta idoso

Publicado

em

A Polícia Militar (PM) prendeu na manhã de terça-feira, 11, um indivíduo de 19 anos e apreendeu um menor de 17 anos, acusados de invadirem a residência de um homem de 61 anos, e furtarem uma mala contendo dinheiro, roupas, perfumes, dentre outros objetos, localizada no povoado Centro do Jacob, em Araguatins, no Bico do Papagaio.

Equipe de policiais militares foi chamada para ir até ao local após o recebimento de denúncia formulada por um parente da vítima, dando conta de que os suspeitos haviam arrebentado a janela da casa e subtraído uma mala do idoso contendo vários objetos, entre eles, dinheiro.


De imediato a PM fechou o cerco e conseguiu localizar o primeiro suspeito, o adolescente de 17 anos. O menor infrator estava em sua residência quando foi apreendido pela guarnição e acabou confessando o furto aos policiais militares. Em poder do menor a PM localizou uma quantia de R$ 1.000,00 reais em espécie escondida no bolso do seu short.

O menor ainda declarou a PM que havia repassado uma quantia de R$ 182,00 reais em espécie para o comparsa da ação criminosa, o suspeito de 19 anos, que também acabou sendo preso pelos policiais militares teve o dinheiro apreendido.

O autor declarou a PM que parte dos objetos furtados havia sido dispersos nas proximidades de um matagal que dava acesso ao povoado Centro do Jacob. Os policiais encontraram R$ 17,60 em moedas, além da mala baú, contendo os objetos. Os envolvidos foram apresentados juntamente com os materiais na Delegacia de Polícia para os demais procedimentos cabíveis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Gestores do Bico recebem orientações para Conferências de Assistência Social 2021

Publicado

em

O Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) realizou na manhã desta terça-feira, 11, uma reunião de orientação sobre as temáticas e organizações para as Conferências Municipais de 2021. As orientações são direcionadas aos conselheiros e secretários executivos dos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) de municípios do Bico e outras regiões do estado. tocantinenses.

O encontro tratou dos procedimentos necessários para a realização das conferências a serem realizadas em cada localidade, destacando a metodologia e os instrumentais que devem ser utilizados antes, durante e após as conferências municipais. São conhecimentos necessários para a elaboração dos relatórios e regimentos internos das conferências.


As datas para a realização das conferências nos municípios vai até 30 de julho, e as conferências estaduais devem acontecer de 2 de agosto até 30 de outubro.

O tema para as conferencias 2021 é “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”.

Dentro dessa temática principal serão discutidos cinco eixos, com o propósito de construir propostas aos municípios, ao Estado e à União. O Plano de Assistência Social toma por base, entre outros instrumentais, as deliberações postas nas conferências, e são essas propostas que norteiam os gestores municipais, estaduais e do Governo Federal em seus planejamentos e nas tomadas de decisões.

s conferências de assistência social são instâncias de caráter deliberativo e têm como maior finalidade avaliar e concretizar os avanços conquistados na política pública de assistência social, e também apresentar orientações, definindo diretrizes e aprimoramentos do SUAS. As conferências acontecem a cada quatro anos de forma ordinária e extraordinariamente a cada dois anos.

A Conferência de Assistência Social envolve três etapas. As conferências municipais, as estaduais e a nacional. A Nacional está prevista para dezembro. As deliberações da Conferência Municipal são enviadas para os Estados e as deliberações das Conferências Estaduais são enviadas para a Conferência Nacional. Os delegados que participarão da Conferência Nacional são escolhidos na Conferência Estadual. Por esses passos democráticos a Conferência Nacional é um momento único com vários representantes e atores de todos os lugares do Brasil. (Com informações de Cláudio Duarte)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze