Connect with us

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: Assassinato de Isabela completa 3 meses

Publicado

em

Três meses depois, ainda é cercado de mistérios o assassinato de Isabel Barbosa Pereira, ocorrido dia 28 de junho, em Xambioá. Ela foi encontrada morta num terreno baldio no centro da cidade. A família cobra da polícia e dos órgãos de segurança do governo do Estado a identificação e prisão dos acusados e quer saber os motivos do homicídio.

“Já são noventa dias que minha irmã morreu e até o presente momento nao temos nada de conclusão de inquerito e nem noticias do processo… Minha família sofre e eu como conhecedora das leis e da Justiça me encontro desacreditada e descrente da Justiça dos homens. São dias de angustia que nada explica”, desabafa a irmã de Isabel, a funcionária pública Celma Barbosa Pereira.

Ainda segundo ela, por “um certo tempo”, a família teve “amparo” por parte das autoridades de segurança pública, mas “infelizmente hoje não temos notícias de quais providências estão sendo tomadas”.

Investigação

A ação da Polícia Civil de Xambioá não é criticada apenas pelos parentes de Isabel. Familiares do marido da mulher, o lavrador Sérgio Mendes da Silva, denuncia que os rumos da investigação estão sendo usados para “incriminar” ele ou um de seus irmãos. A acusação é dos próprios parentes.

O delegado do caso, Danilo Brilhante, nega a perseguição. Sérgio Mendes da Silva, segundo seus parentes, foi inserido no programa nacional de proteção a testemunhas. Ele é pivô de uma denúncia da Procuradoria Regional Eleitoral de compra de votos contra o prefeito de Xambioá, Richard Santiago (PMDB).

Em depoimento gravado em vídeo pelo Ministério Público Federal, Sérgio denunciou que sofria ameaças e que a morte de sua mulher foi encomendada. O prefeito, em entrevista ao Patrulhaweb, negou qualquer envolvimento com o crime. Há duas semanas a equipe de polícia de Xambioá recebeu reforço da uma equipe especializada em homicídios de Palmas para atuar na investigação. Os policiais continuam atuando na apuração do crime. (Portal CT – PatrulhaWeb)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Cacique faz denúncias graves contra gestão Paulo Gomes e descaso com saúde de indígena

Publicado

em

Cacique Orlando Apinajé fez um desabafo grave, alertando quando a suposto descaso da Prefeitura de Tocantinópolis, quando a saúde de indígenas no município. O cacique quede socorro das autoridades.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Aquiles manda recado para assentados, “Não sou governado pelo rabo”

Publicado

em

O prefeito de Araguatins, no Bico do Papagaio, Aquiles da Areia (PP), ficou irritado por estar sendo cobrado por moradores de diversas regiões de assentamentos e distritos, por conta das más condições das estradas vicinais, que tem dificultado a vida dessa parte da população que necessita se locomover até a cidade.

O gestor gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais, respondendo os críticos. Assista:

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Estelionatário especialista em falsificação de diplomas de medicina é preso após desligar padrões de energia

Publicado

em

Por força de mandado judicial pelo crime de estelionato, a Polícia Militar realizou a prisão de um homem de 33 anos, na noite de segunda-feira, 24, na cidade de Augustinópolis, no Bico do Papagaio. 

A prisão foi feita pela equipe de policiais militares do 9º Batalhão da PM (9º BPM) e contou com o apoio de um militar que se encontrava de folga e agentes da Polícia Civil, que auxiliaram com informações que levaram a prisão do indivíduo.

As primeiras informações que chegaram para a Polícia Militar davam conta de que moradores da área central da cidade de Augustinópolis estariam amedrontados devido uma pessoa estar desligando o padrão de energia das casas durante a noite.

No local, a PM foi recebida por moradores que disseram para a polícia o nome do possível suspeito da ação e o indivíduo acabou sendo localizado pela equipe de policiais militares e preso. 

Através de consulta ao Banco Nacional de Mandados de Prisão, o sistema apontou que havia um mandado judicial aberto em desfavor do foragido, acusado pelo crime de estelionato. Segundo informações, o indivíduo era especialista em falsificação de certificados escolares e universitários, principalmente de curso de medicina.

O autor foi apresentado na Central de Flagrantes para as providências cabíveis.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze