Connect with us

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: Justiça Eleitoral confirma que Júnior Leite está apto a disputar Eleição 2020

Publicado

em

O pré-candidato a prefeito de Xambioá, Júnior Leite (MDB), recebeu em mãos nesta segunda-feira, 29, todas as certidões necessárias confirmando sua pré-candidatura.

São elas: Certidão de Distribuição de Ações e Execuções Criminais da 1ª e 2ª Instância no Judiciário Estadual e Federal, Certidão de Quitação Eleitoral, Certidões de Distribuição para Fins Gerais e Processos Originários Criminais e a Criminal.

“É fundamental cuidar com a máxima atenção de todos os detalhes da campanha eleitoral para que a população de Xambioá acompanhe com transparência o passo a passo da nossa eleição”, afirmou Júnior Leite.

Anexo as certidões:

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Coligação Seriedade e Compromisso solicita registro de Antônio do Bar. Confira o Plano de Governo

Publicado

em

Partidos e coligações têm até este sábado, 26, às 19h, para apresentar à Justiça Eleitoral o requerimento de seus candidatos a prefeito e vereador nas Eleições 2020.

Os pedidos de registro das candidaturas devem ser apresentados pelas coligações ou partidos aos respectivos juízes eleitorais. O pedido será elaborado no Módulo Externo do Sistema de Candidaturas (CANDex), disponível nas páginas dos tribunais eleitorais.

Em Augustinópolis, Antônio do Bar foi o quarto candidato escolhido em Convenção, a apresentar seu pedido de registro junto a Justiça. Antes dele, Agamemnon Pellegrini (PSB), Júlio Oliveira (SD) e Professor Herculano Rodrigues (PT), já haviam solicitado e aguardam deferimento.

Clique AQUI e veja o Plano de Governo apresentado por Antônio do Bar.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Faltando dois dias para fim do prazo de registro, apenas Salomão fez pedido. Veja Plano de Governo

Publicado

em

Até as 16h, desta quinta, dia 24, apenas Salomão Barros (SD), apresentou junto a Justiça Eleitoral, seu pedido de registro de candidatura a prefeito, disponível no Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do Tribunal Superior eleitoral (TSE).

Este ano em Tocantinópolis, apenas dois nomes foram aprovados em Convenção para disputar o pleito. Além de Salomão, o atual prefeito Paulo Gomes (PSD), vai buscar o segundo mandato.

Para vereador, até o início da tarde desta quinta, haviam 13 nomes do PSC e 7 do SD, totalizando 20 pedidos de registro.

O prazo para os partidos e coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos e chapas à Justiça Eleitoral termina no sábado, 26.

Conheça o Plano de Governo apresentado por Salomão Barros, junto a Justiça, clicando AQUI.

Continue lendo

Bico do Papagaio

RIACHINHO: TJ mantém condenação de Valdir Chaves que deve ficar inelegível

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) negou um recurso de apelação e manteve condenação criminal do ex-secretário municipal de Riachinho, Valdir Chaves de Sousa (PSD). Ele é candidato a prefeito do município com o apoio da atual gestora Diva Ribeiro de Melo.

O julgamento ocorreu no dia 15 de setembro de 2020 na 3ª Turma da 2ª Câmara Criminal, sob a presidência Maysa Vendramini Rosal, mas o acórdão só foi publicado nesta terça-feira (23).

O candidato a prefeito foi condenado com base no artigo 38-A da Lei 9.605/98 (Leis de Crimes Ambientais) pelo crime de “destruir ou danificar vegetação primária ou secundária, em estágio avançado ou médio de regeneração, do Bioma Mata Atlântica, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção”. A pena prevista é de 01 a 03 anos de detenção, além de multa

Valdir Chaves já foi secretário de Agricultura e de Obras do Município de Riachinho. Em 2011, quando integrava a gestão do ex-prefeito Eurípedes Lourenço de Melo, chegou a ser afastado do cargo a pedido do Ministério Público do Tocantins (MPTO) por suspeita de participar de um esquema fraudulento de empréstimos consignados envolvendo o antigo Banco Matone S/A. Todos são réus nesse processo, inclusive a atual prefeita.

Com a condenação confirmada em segunda instância, Valdir Chaves pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ter o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral. (AF Notícias)

Continue lendo
publicidade Bronze