Connect with us

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: Promotor ouve envolvidos sobre delegacia sem servidor

Publicado

em

O promotor de Justiça do Ministério Público Estadual (MPE) de Xambioá, Luciano Casaroti, deve ouvir três pessoas durante o dia de hoje. Ele não divulgou os nomes para “não atrapalhar as investigações”. Ontem, o promotor ouviu os depoimentos do delegado Guido Camilo Ribeiro e o agente penitenciário plantonista do dia, Paulo Ezaquiel, que não estariam na delegacia no último final de semana, quando um preso foi flagrado cuidando do local. O promotor informou ao Jornal do Tocantins que deve pedir novos documentos e ouvir todos os envolvidos individualmente.

Segundo a assessoria de comunicação do MPE, o procedimento administrativo está em fase final. Passado o prazo para a conclusão do procedimento, que é de um mês, o MPE deve responsabilizar criminalmente a ausência dos servidores na delegacia. “Vamos ouvir todas as pessoas envolvidas e, no final, se o Ministério Público entender que houve alguma falta grave, vamos tomar as devidas providências”, disse ele.

Adolescente

Quanto ao adolescente de 13 anos que foi agredido na cidade, ele só deve ir à casa da família acolhedora provisoriamente nesta sexta-feira, até que seja encontrada uma família adotiva em um prazo máximo de seis meses. De acordo com a presidente do Conselho Tutelar local, Vanilde Avelino Rodrigues, a criança ficou durante todo o dia de ontem recebendo acompanhamento psicológico. (Weberson Dias – Jornal do Tocantins)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Professor Eliézio comenta sobre acidente com tiro que matou Celi Pintor

Publicado

em

Nesta quinta, 3, o professor Eliézio Vieira, divulgou um vídeo comentando sobre o acidente que ocorreu em sua chácara, na zona rural de Araguatins, no Bico do Papagaio, no início do mês de novembro, que provocou a morte de Celi Pintor, amigo de Eliézio e bastante conhecido na cidade.

A fatalidade é tratada como um acidente, provocado pelo manuseio de uma arma de fogo.

Eliézio divulgou o vídeo, após ser veiculado em redes sociais, um áudio, afirmando que a Polícia teria concluído laudo pericial, onde apontaria Eliézio como culpado e que a Polícia estaria a procura do professor. A informação não procede.

Continue lendo

Bico do Papagaio

BURITI: Itamar diz que não disputará presidência da Câmara e pretende apoiar prefeita eleita Lucilene

Publicado

em

O vereador reeleito para seu 3° mandato Professor Itamar Martins (MDB), disse que não disputará a presidência da Câmara Municipal não por falta de experiência, conhecimento e habilidade mais por outros motivos. “Já decidi, não vou participar da eleição pra presidente”, disse o parlamentar.

Perguntado sobre quem apoiaria ele respondeu, “Estamos conversando, analisando, garanto que será um dos candidatos. Professor Itamar explicou ainda que seu principal objetivo é contribuir com a cidade junto com a gestora eleita Lucilene Brito ( SD ) e demais vereadores fazer projetos para melhoria na educação, saúde, infraestrutura, esporte e demais área nesse momento é meu foco principal”, finalizou. (Ascom)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Prefeitura afirma que não há atraso de salários e 13º e que ação jurídica é sem motivos

Publicado

em

A Prefeitura de Araguatins informou nesta quinta-feira, 3, que tomou conhecimento com “estranheza” dos rumores de que a assessoria jurídica do prefeito eleito teria impetrado um mandado de segurança para impedir atrasos e parcelamentos nos salários dos servidores, dentre outras finalidades. 

A ação proposta, segundo a atual gestão, é desnecessária e tem a mera finalidade de publicitar atos inexistentes, já que todos os servidores estão com os salários em dia e o 13° salário, desde o mês de janeiro, vem sendo antecipado 50% na data do aniversário dos servidores, conforme prevê a Legislação Municipal. 

Com base nesses fatos, a prefeitura reiterou que não há nenhum indício de que a gestão tenha demonstrado a intenção de deixar de cumprir seus compromissos com os servidores, descaracterizando assim, qualquer motivação para o mandato ora impetrado.

Continue lendo
publicidade Bronze