Connect with us

Pará

XINGUARA: Audiência pública sobre Cavalgada Ruralista propõe mudanças para as próximas edições

Publicado

em

Realizada no dia da Independência do Brasil, a tradicional “Cavalgada Ruralista de Xinguara” contou este ano com um recorde de mais de 3 mil participantes, e, como já de costume no município, abriu a Feira Agropecuária de Xinguara em sua 22º edição. Em paralelo ao sucesso de público, em setembro alguns problemas foram acentuados no evento, incluindo o uso excessivode aparelhos de som acima do volume permitido em lei e os preparativos da cavalgada.

Em face disso, na manhã da última quinta (31), no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Xinguara, a 2º Promotoria de Justiça de Xinguara realizou uma audiência pública sobre a ‘Cavalgada Ruralista’ com representantes de diversos órgãos locais e da sociedade civil. O 2º promotor de justiça Alexandre Azevedo de Mattos Moura Costa presidiu a audiência, que foi concentrada nos problemas da mais recente cavalgada e das propostas para a realização das próximas edições do tradicional evento. O 1º promotor de Justiça Luiz da Silva Souza também atuou na audiência.

A audiência contou com a presença do prefeito de Xinguara, Osvaldo de Oliveira Assunção; do secretário de Meio Ambiente, Clécio Witeck; do presidente do Sindicato Rural de Xinguara, Joel Carvalho Lobato; e representantes de outros órgãos como a Secretária de Saúde, Detran, Batalhão de Polícia Militar, Delegacia de Polícia Civil de Xinguara; e sociedade civil do município. 

São mais de 2 mil animais, entre cavalos e bois, para cerca de 3 mil pessoas cavalgarem por aproximadamente 10 quilômetros, além do público que assiste à cavalgada.  Com todo esse contingente, na audiência os pontos de discussão foram o transtorno causado pela utilização ao longo do percurso de carros com potentes equipamentos de som automotivo, o alto consumo de bebidas alcóolicas, o aumento do número de pacientes dando entrada na urgência e emergência da UPA, dentre outros.

Sobre o uso de carros de som, a conclusão, com base no que foi discutido entre os participantes, não foi proibir em absoluto a utilização dos sons automotivos durante a cavalgada, mas regulamentar e fiscalizar esse uso. Na avaliação final do promotor Alexandre, a utilização de carros de som está gerando dois grandes problemas, o primeiro seria ‘’o desvirtuamento da natureza agropecuária e sertaneja da cavalgada’’ e o segundo seria ‘’a extensão dos festejos para além do período e objetivo da cavalgada, podendo indiretamente implicar no aumento de acidentes e confusões’’.

O acordo para as próximas cavalgadas foi destinar espaços específicos da avenida para os carros de som, sendo necessário um cadastramento prévio dos veículos autorizados a entrar na avenida com os equipamentos de som. Além disso, ficou acordado que os órgãos de fiscalização e policiamento deverão fiscalizar essas autorizações e medir os decibéis dos carros no dia do evento. A poluição sonora é crime conformo a Lei 9.605/98.

A  divisão em lotes do canteiro central da avenida Xingu também foi tema de discussão. A avaliação dos participantes foi unanime na conclusão, ‘’de que essa sistemática trouxe diversos benefícios em relação aos anos em que não foi adotada. Foi pontuado por diversos expositores que com a divisão, pré-cadastramento e sorteio dos lotes evitou-se disputas e brigas por parte dos populares que se aglomeravam ao longo da avenida para tentar conseguir um espaço, muitos dias antes da realização do evento’’.

Em relação ao cadastramento, ficou acordado que deve-se abrir prazo razoável para que os interessados façam um pré-cadastro de modo a participar do sorteio dos espaços destinado ao público ao longo da avenida Xingu, durante a cavalgada, devendo também haver um período antes do evento para que seja oportunizada confirmação no interesse no local.

Sobre o trajeto e duração da cavalgada, também discutido, foi levantada a possibilidade de diminuir esse trajeto em outros trechos e/ou aumentar o trecho na avenida Xingu, visto ser o local mais procurado pela população para assistir o evento. Também houve unanimidade no sentido de que a cavalgada deverá se encerrar pontualmente às 16h, para desobstrução das vias públicas.

Ao fim da audiência, o Promotor de Justiça Alexandre Azevedo da Mattos Moura Costa destacou que é imprescindível iniciar esse debate com grande antecedência, ‘’de modo a haver tempo para que as mudanças sejam discutidas, decidias e divulgadas. Assim a população não será pega de surpresa e terá tempo para se acostumar com a nova sistemática’’.

O promotor também abordou a necessidade de aumentar o contingente do policiamento na cidade na ocasião do evento para tornar mais eficaz a fiscalização.

 

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Pará vai receber R$1,345 bilhão de auxílio financeiro

Publicado

em

O presidente da República sancionou, nesta quinta-feira (28), lei que garante auxílio financeiro da União a estados e municípios como forma de reduzir os impactos causados pela pandemia do coronavírus. A União vai transferir R$ 60 bilhões aos estados e municípios, divididos em quatro parcelas. Deste total, R$ 50 bilhões representam compensação pela queda de arrecadação e R$ 10 bilhões são destinados às ações de saúde e assistência social.

O Pará vai receber R$ 1,345 bilhão, sendo R$ 249 milhões destinados especificamente as ações de saúde. De acordo com o secretário da Fazenda do Pará, René de Sousa Júnior, o Estado deve ter, nos próximos seis meses, despesas emergenciais em torno de R$1,5 bilhão. A maior parte destes investimentos serão nas áreas da saúde e da educação, para enfrentar os efeitos da pandemia. 

Investimentos – Os recursos serão utilizados para manter os quatro hospitais de campanha em funcionamento, abrir quatro novos e manter o funcionamento das oito unidades, garantindo a montagem da estrutura, compra de equipamentos, medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); além da contratação de Organização Social para administrar os hospitais; e o reaparelhamento das unidades públicas já existentes, para que possam ampliar a capacidade de atendimento e, por fim, garantir o vale alimentação para os estudantes das escolas públicas.

O projeto sancionado pelo presidente da República também suspende o pagamento das dívidas de estados e municípios com a União, inclusive os débitos previdenciários parcelados pelas prefeituras que venceriam este ano. Com isso, um valor de R$ 337 milhões, que seria pago de março a dezembro, referentes a dívidas com a União e com bancos, terá o pagamento postergado. (Ana Márcia Pantoja)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Obras no viaduto seguem no cruzamento PA-160 e PA-275

Publicado

em

As obras na área do viaduto que passa pelas rodovias PA-160 e PA-275 seguem rapidamente para construção do projeto que irá deixar a cidade com visual mais bonito e o trânsito de veículos e pedestres bem mais organizado.

Depois de tirar as vigas de aço, as equipes trabalham na retirada do concreto e parte do aterro.

O trânsito no local está interditado, e os motoristas estão usando rotas alternativas.

Além de organizar o trânsito, a área vai receber nova pavimentação asfáltica, cruzamento com semáforo, arborização, ciclovias, canteiros, novo sistema de drenagem, calçadas em ladrilho hidráulico e blocos intertravados.

O projeto ainda abrange um conjunto de serviços, como a construção de uma ponte na PA-160, ao lado do posto próximo ao viaduto, a construção de ciclovia e canteiro central também na PA-160, no trecho compreendido entre a entrada do bairro Amazônia até a avenida dos Ipês.

Continue lendo

Pará

PARAUPEBAS: População já pode agendar teste para Covid-19 em drive-thru

Publicado

em

O exame de PCR, teste padrão que confirma a presença do novo coronavírus no organismo, passará a ser feito no município de Parauapebas no sistema de drive-thru, com agendamento prévio, a partir deste sábado, 30. O teste deve ser agendado a partir do cadastro no site www.testesmoleculares.com.br, e a pessoa não precisa ter veículo para fazer o exame.

A iniciativa, fruto de mais uma parceria entre a Prefeitura de Parauapebas e a Vale no enfrentamento ao novo coronavírus no município, deve contribuir para a redução do contágio e para diminuir a angústia da falta de diagnóstico da covid-19. E ainda vai dar visibilidade aos casos desconhecidos pela saúde pública, colocando à mostra um maior número de pacientes positivos para a doença.

“Sabemos da importância dessa testagem em massa para conter o avanço do vírus, em nossa cidade. Todos os dias 1,5 mil pessoas saberão se estão ou não com o vírus. Além de ser um alívio para a nossa gente, isso é importante porque 80% dos casos são assintomáticos. Logo, ao testar positivo, a pessoa deverá se isolar, evitando assim novas contaminações”, diz o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen.

A empresa especializada Testes Moleculares foi contratada para montar a estrutura de laboratórios com alta tecnologia e realizar os exames, que estarão disponíveis 24 horas após a coleta. A estimativa é de que sejam realizados cerca de 1,5 mil exames por dia.

“Estamos totalmente empenhados nas medidas preventivas em nossas operações e em apoiar o município e a região em que atuamos para o enfrentamento da pandemia. Somente desta forma, unidos, com solidariedade e com cada um fazendo a sua parte, venceremos esse enorme desafio”, ressalta o diretor do Corredor Norte da Vale, Antonio Padovezi.

Sistema Drive Thru

No sistema drive-thru, a coleta para os testes é realizada sem a necessidade de sair do veículo, quando a pessoa se apresenta de carro ou moto. Quem for a pé será devidamente encaminhado para o exame. Haverá sinalização para que seja mantido o distanciamento social.

Diferentemente dos testes rápidos, que são coletados por amostra de sangue, o exame PCR é feito com uso de cotonete, recolhendo secreção da mucosa da boca e/ou nariz. Serão oito postos de coleta.

drive-thru irá funcionar nas instalações do futuro Centro de Gestão Ambiental (CGA), localizado na avenida Jurunas, quadra especial, no bairro Parque dos Carajás. Importante esclarecer que somente serão realizados os exames para quem estiver agendado. Também não serão feitos agendamentos no local, somente por meio do site.

Como agendar seu teste passo a passo – sistema drive-thru

  1. Acesse o site testesmoleculares.com.br, por aplicativo ou whatsapp. A confirmação da data, horário e o local do exame serão enviados no e-mail cadastrado.
  2. Dirija-se ao local indicado respeitando as informações recebidas por e-mail após o cadastro. Não é necessária nenhuma preparação prévia ao exame.
  3. Permaneça em seu veículo durante todo o percurso até o fim da coleta, com duração média de cinco minutos, seguindo as instruções da equipe técnica presente no local do atendimento.
  4. Aqueles que optarem por fazer o exame a pé deverão respeitar a distância na fila sinalizada no chão.
  5. Consulte o resultado do seu teste por meio das plataformas de agendamento da testesmoleculares.com.br. Você receberá um e-mail com informações de login e senha dentro de 24 horas após a realização do exame.
Continue lendo
publicidade