- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 22 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

Zailon desiste de disputa no TCE. Maracutaia do Governo pode ser a causa

Mais Lidas

O araguatinense Zailon Miranda e José Roberto Torres Gomes, procuradores de contas do Tribunal de Contas do Estado, protocolaram nessa terça-feira, 22, a desistência na participação da lista tríplice que será encaminhada ao governador Siqueira Campos (PSDB) para a escolha do novo procurador geral de Contas. Com a renúncia dos dois, apenas o atual procurador geral Oziel Pereira, concorre à vaga, pela reeleição.

Segundo o procurador José Roberto Torres Gomes, o processo de escolha da lista tríplice gerou dúvidas quanto à lisura. “Não concordo em participar de um processo maculado pela dúvida. Se há suspeita, não participo. Até porque não se trata de eleição de presidente de bairro”, afirmou Gomes.

Embora o procurador Roberto Gomes não queira dar detalhes sobre quais dúvidas surgiram em relação ao processo de escolha da lista tríplice, o CT conversou com outros procuradores de contas, que não quiseram se identificar, que contaram teria havido uma espécie de rolo compressor” de aliados do governo do Estado em favor do procurador geral.

 “Há uma imposição, um sufocamento do governo, pressionando algumas pessoas que têm alguns problemas, foram ameaçadas de retaliação, se não votassem no candidato do governo”, afirmou o procurador.

A articulação envolveria até o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Severiano Costandrade, que, segundo o procurador, teria visitado pessoalmente alguns membros do Ministério Público de Contas e feito várias ligações para outros procuradores, pedindo para que houvesse consenso em torno do nome a ser enviado para escolha do governador. (Com informações do Portal CT)

- Publicidade -spot_img

2 Comentários

Assinar
Notificar-me
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
José Roberto Torres Gomes

Defendo intransigentemente a ampla defesa e o devido processo legal, de igual forma a apuração rigorosa de denúncias, mais do que para buscar culpados preservar a presunção de inocência. Não descarto a ocorrência de erros, porém não graduo culpabilidade sem provas. E antes que os oportunistas de plantão plantem a cizânia lembro que sou irmão de meus irmãos e não correligionário de ninguém, até por impedimento constitucional e convicção pessoal.

Comandante

O Zailon conhece muito bem as atitudes do Velho Siqueira, bem como a maioria da cúpula do TC,que também são conhecedores, no entanto não adianta tentar fazer as coisas pelas vias legais não, quem manda aí é o SIQUERIDO. Agora é chamado de SIQUEIMADO.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias