Connect with us

Bastidores

Zequinha Marinho atrapalha planos de Jatene para eleições no PA

Publicado

em

As cartas estão lançadas e o vice-governador do Pará, Zequinha Marinho, deu um xeque-mate no governador Simão Jatene. Ele confirmou ontem que, caso Jatene deixe o governo para concorrer ao Senado, assumirá o cargo e se candidatará ao Palácio dos Despachos, o que criaria obstáculos para o deputado estadual Márcio Miranda (DEM), apresentado oficialmente como o candidato preferido do governador na disputa à sucessão estadual do ano que vem.

A declaração de Marinho confirma o que já vinha divulgado nas redes sociais e foi feita cinco dias após Jatene anunciar, em Santarém, oeste do Estado, que Miranda é seu candidato à sucessão de 2018. A decisão de Marinho atrapalha os planos de Jatene de indicar Miranda, deixar a cadeira de governador para disputar o Senado e ainda apoiar a filha Isabela, ou o genro Ricardo Souza, na disputa por uma vaga na Câmara Federal, como tem sido ventilado nos bastidores políticos.

Para Jatene, o cenário ideal seria que Marinho também deixasse o governo e disputasse uma vaga como deputado federal. Nesse caso, Miranda assumiria a vaga, como presidente da Assembleia Legislativa, e tentaria a reeleição, já como governador e com mais visibilidade. Na hipótese de Jatene não deixar o mandato para concorrer ao Senado, Marinho diz que será “naturalmente” ele mesmo candidato a uma vaga no Senado. “Com a desistência dos dois companheiros (Jatene e Miranda) de concorrer ao Senado, o cenário mais viável é esse. É hora de correr esse risco. Vou disputar o meu sétimo mandato. Esse negócio de medo tem de ficar para trás”, afirma.

Discordâncias

Marinho conta que, desde o início deste ano, foi consultado por Jatene sobre as aspirações dele para 2018. “Disse que deveríamos deixar o rio seguir seu curso. Se ele se afastar para ser candidato ao Senado, naturalmente devo assumir. Eu sou político, estou no sexto mandato, vou querer ser candidato novamente e será ao governo porque quem está no governo só pode ser candidato ao governo. Não tem outra chance”. Ele admitiu que em alguns momentos houve discordâncias com Jatene sobre o desenho para 2018, mas garantiu que “tudo tem sido tratado com muita naturalidade”.

O vice-governador falou após encontro com o presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, Pastor José Wellington Bezerra da Costa, que veio a Belém participar da 108ª Convenção Assembleia Geral Ordinária da Convenção Interestadual das Igrejas Evangélicas da Assembleia de Deus no Pará.

Marinho, que é da Assembleia de Deus, recebeu o visitante na condição de governador em exercício, já que Jatene está fora do País, em viagem à Colômbia, e deve retornar amanhã à capital. O encontro foi na sala de reuniões da Governadoria. Questionado sobre possíveis apoios da igreja a candidatos no Estado, Wellington afirmou que cada regional tem autonomia para tomar posição e que as conversas sobre esses apoios ainda não começaram. (Rita Soares/Diário do Pará)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

“Auxílio Emergencial precisa chegar à população ainda este mês de março”

Publicado

em

“Boa notícia para quem aguarda a chegada do novo auxílio emergencial. Concluímos no Senado a votação da PEC 186/2019, que abre caminho para o governo federal pagar novas parcelas do benefício para a população mais atingida pela ”pandemia” da fome que estamos vivendo no Brasil”

“Agora, o texto precisa ser votado pela Câmara dos Deputados antes de entrar em vigor. O valor, a duração e a abrangência do novo auxílio serão definidos pelo Executivo. Tenho conversado com as principais lideranças do Congresso e a expectativa é de que a proposta seja aprovada em definitivo na semana que vem. Temos que dar uma resposta rápida para que o dinheiro chegue à população ainda este mês”

As falas são do senador Irajá Abreu (PSD).

Continue lendo

Bastidores

Turismo da região Norte deve criar roteiros amazônicos integrados com foco na pesca esportiva

Publicado

em

A parceria entre os estados da Amazônia Legal para o fortalecimento do turismo e a construção de ações integradas, a serem coordenadas pelos atores do desenvolvimento em suas regiões, foi pauta de reunião ocorrida nesta sexta-feira, 5.

A reunião dos secretários de turismo da região Norte do país buscou alternativas para a inclusão dos produtos turísticos divulgados individualmente pelos estados, em uma proposta de integração para o fortalecimento da Amazônia Legal. O objetivo é unir os roteiros com perfis turísticos similares e, assim, elevar a atração de turistas nacionais e estrangeiros.

Dentre os produtos turísticos, que devem ser impulsionados com a integração dos roteiros amazônicos, está a pesca esportiva, um segmento que proporciona, aos turistas, grandes emoções e um contato direto com a natureza. Além disso, propicia uma aproximação com outros segmentos, como turismo rural, etnoturismo, turismo de experiência e turismo de aventura, com um grande impacto na economia local.

Já as ações de promoção, a serem realizadas pelos gestores, contemplam a criação de um portfólio de produtos turísticos unificado com os principais atrativos de cada Estado, com divulgação em revistas, mapas, redes sociais, sites, feiras, congressos e demais eventos direcionados ao turismo.

Novas ações

Dentre as ações pactuadas pelos estados durante a reunião, e que devem ser executadas pelos gestores, está a de construir uma agenda de produção de informações para compartilhamento, visando à integração de conteúdo promocional para peças publicitárias; propor um calendário de eventos híbridos (presencial e virtual) da região, para lançar os segmentos prioritários em cada estado e à elaboração da Carta Turismo na Amazônia – Roteiros Amazônicos Integrados pelos Secretários de Turismo da Região Norte.

Participantes

A reunião contou com a participação da superintendente do Turismo, Maria Antônia Valadares; do superintendente Estadual de Turismo de Rondônia, Gilvan Pereira Júnior; do diretor do Departamento de Turismo de Roraima, Bruno Muniz de Brito; e do secretário de Estado de Turismo do Pará, André Orengel Dias, além de técnicos das pastas de turismo dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. (Henrique Lopes)

Continue lendo

Bastidores

“Falta de gestão ou incompetência”, indaga Janad para Cinthia

Publicado

em

Continue lendo
publicidade Bronze