- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 25 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

11 pessoas são presas no Bico por furto de energia elétrica

Mais Lidas

Equipes da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) e da Energisa realizaram entre os dias 25 e 29 de setembro uma ação conjunta nas cidades de Augustinópolis, Araguatins, São Miguel, Axixá e Sítio Novo com o objetivo de combater o furto, fraudes e ligações clandestinas de energia elétrica. Durante a operação, foram efetuadas 11 prisões em flagrante, 45 autuações e 179 inspeções. A operação mobilizou aproximadamente 30 profissionais da Delegacia de Repressão de Crimes Praticados contra Concessionárias Prestadoras de Serviços Públicos e da Energisa.

“A ação conjunta foi muito exitosa no Bico do Papagaio, onde tivemos várias apreensões e prisões em flagrante efetuadas. Outras operações serão realizadas no estado no sentido de combater o furto de energia elétrica, que, além de crime, prejudica a distribuição de energia. Então reitero à toda a população para que use energia de forma racional e legal,” disse o delegado titular da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra Concessionárias de Serviço Público (DRCSP – Palmas), João Batista Marques.
 

O Coordenador de Medição e Combate a Perdas da Energisa, Ricardo Pedrosa, agradeceu à Polícia Civil pelo apoio e parceria em ações como esta e destacou a importância da operação. “Na última semana, também por meio de um trabalho conjunto, foi realizada uma grande ação nas cidades de Porto Nacional e Paraíso. Desta vez, na região do Bico do Papagaio, conseguimos identificar e combater essa prática, que é crime previsto em Lei. Reforçamos a todos e todas, a importância que é denunciar casos de furtos de energia, pois no final quem paga a conta é toda a população”, declarou.
 

De acordo com a concessionária, a rede elétrica foi projetada para atender a um determinado número de clientes e desvios de energia podem prejudicar todos os usuários, causando sobrecarga na rede, oscilações, faltas de energia e danos a equipamentos e transformadores. O furto de energia elétrica é uma infração tipificada nos artigos 155 e 171 do Código Penal Brasileiro, sujeita a penas que incluem até quatro anos de reclusão, além de uma possível multa. Importante destacar que a denúncia de casos de furto de energia pode ser realizada de maneira fácil e anônima. Para isso, basta entrar em contato com a Energisa por meio dos diversos canais de atendimento disponíveis, como o call center, no número 0800 721 3330.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias