- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 25 / fevereiro / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Azul começará a operar em agosto

Mais Lidas

Nesta terça-feira, 6 de fevereiro, o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, e o secretário executivo do Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Hélter Dantas, estiveram na sede da companhia Azul Linhas Aéreas, em Barueri, São Paulo, para uma reunião com toda a diretoria da empresa. O encontro foi realizado após uma solicitação do prefeito feita ainda em dezembro de 2023, que não foi divulgada a pedido da própria companhia, por questões estratégicas de mercado. A conversa faz parte de uma série de reuniões já realizadas com a Azul nos últimos anos.
 
No encontro, a companhia garantiu a Wagner que começará a operar em Araguaína em agosto deste ano com um jato da Embraer 195 E2 com capacidade para 140 passageiros. Neste período, o aeroporto da cidade já estará com todos os novos equipamentos de navegação, pousos e decolagens em operação.
 
“Daqui até agosto também é o prazo que a Azul precisa para adequar a malha aérea e incluir Araguaína em uma de suas rotas. Por enquanto, não nos informaram os destinos, porque serão feitos alguns estudos, mas é certo que teremos mais uma companhia aérea operando na nossa cidade”, disse o prefeito.
 
Ainda durante a reunião, Wagner reforçou o compromisso da prefeitura com o cronograma das obras de modernização do aeroporto e no cumprimento rigoroso das exigências técnicas feitas pela SAC (Secretaria da Aviação Civil), órgão do Ministério de Portos e Aeroportos.
 
“Nosso aeroporto sempre esteve apto para receber novas rotas e novas companhias. Recentemente concluímos toda a etapa de limpeza e drenagem da área no entorno da pista de pouso, dentro das obras de modernização, reforçando nosso compromisso com a cidade. Após a instalação dos equipamentos de navegação, estaremos totalmente preparado para receber aviões maiores”, reforçou o prefeito.
 
Compromisso com o interesse da sociedade
 
No último dia 1º de fevereiro, o prefeito se reuniu com a diretoria da Aciara (Associação Comercial e Industrial de Araguaína) para compartilhar informações sobre as etapas da obra de modernização do aeroporto e as ações do Município para proporcionar mais voos para Araguaína.
 
Wagner frisou que, mesmo com o comprometimento da prefeitura no andamento da obra, o interesse das companhias aéreas em vir para Araguaína não depende apenas do aeroporto, mas também de situações como o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) do querosene da aviação e a demanda de passageiros.
 
“Por isso estamos reforçando nossa parceria com a Aciara e nossos deputados em Palmas para buscar uma solução. De nossa parte, continuamos firmes no avanço dos investimentos no aeroporto e no diálogo com as companhias para mostrar o potencial da nossa cidade”, pontuou Wagner.
 
As obras avançam
 
No começo de 2024, a SAC autorizou a prefeitura a iniciar a instalação do PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão). Já a instalação do EPTA, dispositivo que auxilia na navegação das aeronaves, depende da aprovação do projeto e liberação do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, que solicitou ao Município um prazo de 30 dia para analisar a documentação já enviada pela prefeitura. Ao todo, a instalação dos equipamentos, testes e liberação da SAC têm um prazo previsto de 90 dias.
 
A Prefeitura de Araguaína já concluiu a drenagem, limpeza da área de segurança do aeroporto com a remoção e poda de árvores, nivelamentos das cabeceiras de pista e proteção vegetal lateral com o plantio de gramas.
 
O secretário executivo Hélter Dantas reforça que, após a instalação dos equipamentos de auxílio à navegação, Araguaína terá todas as condições de ter de volta os voos com grandes aeronaves para alavancar ainda mais o desenvolvimento da cidade e de toda a região atendida pelo aeroporto da cidade.
 
“A busca por novos voos e novas companhias aéreas é incessante e entendemos que, com uma posição geográfica bem localizada e uma população de mais de dois milhões de habitantes em um raio de 250 km, as empresas aéreas terão aqui a oportunidade de formação de uma base sólida para transportar os passageiros do sul do Pará, sul do Maranhão e norte do Tocantins”, ressalta Hélter.
 
Além da instalação dos equipamentos que auxiliam a navegação das aeronaves, as etapas posteriores das obras de modernização do aeroporto incluem a finalização do projeto que contempla as estruturas internas, como um novo estacionamento, nova área para hangares, uma área de giro, além do reforço na pista, reestruturação e ampliação do terminal de passageiros para mais de 2 mil metros quadrados e reforma da seção contra incêndio. A previsão é que esses projetos sejam concluídos em março deste ano.
 
O investimento da prefeitura inclui ainda a duplicação da Avenida Dionísio Farias, no Bairro de Fátima, via principal que dá acesso ao aeroporto a partir da BR-153.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias