- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sábado, 15 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Nova fase de canalização dos córregos Baixa Funda e Tiúba é iniciada

Mais Lidas

A Prefeitura de Araguaína deu início à próxima fase da obra de canalização dos córregos Baixa Funda e Tiúba. O serviço, que começou com a construção da travessia que dá acesso ao setor Tiúba e região, agora segue com o trabalho de terraplanagem das margens do córrego e construção de uma bacia de amortecimento, responsável por receber a água da chuva lançada pelo sistema de drenagem dos bairros vizinhos.
 
O objetivo da obra de canalização dos córregos e urbanização da área é acabar com as erosões dos cursos d’água e promover o desassoreamento do Lago Azul. A obra, iniciada na Avenida Filadélfia, seguirá até o Lago Azul e foi dividida em duas etapas. A primeira, que compreende o trecho entre a Av. Filadélfia e a ponte do Setor Palmas, está orçada em R$ 32 milhões, com R$ 25 milhões em recursos de emenda parlamentar destinada pelo senador Eduardo Gomes e R$ 7 milhões de contrapartida da Prefeitura.
 
“Este é um dos maiores projetos de engenharia já realizados pelo Município, tem grande complexidade e exige muita responsabilidade para que possamos acabar com as erosões da região. Apesar dos desafios, o resultado irá beneficiar centenas de famílias, trazendo não só o benefício ambiental, como também a segurança das casas e qualidade de vida para a população que vive na região”, explica o secretário da infraestrutura de Araguaína, Frederico Prado.
 
Trabalho completo
O trabalho de construção da travessia sobre o córrego Baixa Funda no setor Tiúba já está em fase final, com a preparação da base que irá receber a pavimentação sobre a canalização. O sistema utiliza mais de 40 aduelas de concreto e faz parte da primeira etapa da obra de canalização e urbanização dos córregos Baixa Funda e Tiúba.
 
A segunda etapa da obra será a canalização dos córregos no trecho do Setor Palmas até o Lago Azul e está em processo de licitação, sendo orçada em R$ 22 milhões. Desse total, R$ 15 milhões são emendas dos então deputados federais Tiago Dimas e Dorinha Rezende e os outros R$ 7 milhões de recursos do tesouro municipal. (Felipe Maranhão / Fotos: Marcos Filho Filho Sandes)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias