- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 19 / abril / 2024

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: “Oportunidade fantástica a Prefeitura nos deu com essa capacitação tão rica”, disse músico durante oficina audiovisual

Mais Lidas

Mais de 60 pessoas participaram da Oficina de Realização Audiovisual e Elaboração de Projetos Culturais realizada pela Prefeitura de Araguaína, nos últimos dias 22, 23 e 24. Durante três dias, artistas locais e profissionais de vários setores tiveram acesso a informações sobre a construção de projetos para financiamentos de produções artísticas, além de técnicas, práticas e o processo de realização de obras audiovisuais.
 
O treinamento foi específico para a elaboração de projetos para financiamentos de produções com o recurso de R$ 1,5 milhão, que será disponibilizado para Araguaína por meio da Lei Paulo Gustavo. Desse recurso federal, 80% são destinados à produção de audiovisual e 20% às outras atividades artísticas.
 
A capacitação foi ministrada pela cineasta Eva Pereira. “Araguaína é minha mãe na arte e não poderia deixar de estar aqui preparando os artistas da minha terra para acessar recursos, afinal, a elaboração do projeto é o grande gargalo para isso. Aqui, tivemos cantores, atores, médicos, professores e outros, cheios de ótimas ideias, mas, que não sabem como transferir isso para o papel e durante esses dias entreguei muitas informações nesse sentido”, destacou a artista.
 
Entre os assuntos abordados, a cineasta apresentou técnicas para a produção de documentários, como a introdução ao processo de realização de uma obra documental, da concepção à montagem do filme, além de técnicas e conceitos narrativos, a escolha de temas, pesquisa, argumento, linha de roteiro, produção, filmagem e montagem.
 
Novas perspectivas

Foram os detalhes que mais chamaram a atenção da médica e cantora Lilian Cristhian Ferreira. “O gosto e interesse pelo audiovisual começou com o nascimento dos meus filhos, quando decidimos, meu esposo e eu, produzirmos um vídeo do nascimento deles. Foi uma experiência incrível, os materiais repercutiram muito e tenho projetos de seguir realizando produções. Essa oficina abriu muito minha mente, sou grata a Prefeitura por esse momento”.
 
O músico Diogo Jucá também agradeceu a oportunidade de participar do treinamento. “Já são 20 anos como artista na cidade e pela primeira vez decidi participar de um momento como esse. Estou feliz e só agradeço a Prefeitura por essa oportunidade fantástica, tenho vários projetos para execução e vou buscar recursos para virarem realidade, estou confiante que vou conseguir depois de tudo que aprendi aqui”.
 
Lei Paulo Gustavo

Desenvolvida com intuito de minimizar os impactos que o setor cultural vivenciou durante a pandemia, a Lei Complementar Paulo Gustavo, de nº 195/2022, prevê um repasse de R$ 25 milhões para os municípios tocantinenses. Desse valor, Araguaína poderá ter acesso a R$ 1,5 milhão. No último dia 21, uma audiência pública foi realizada pela Prefeitura para discutir sobre o investimento do recurso.
 
Do recurso que será disponibilizado, R$ 1,1 milhão deve ser destinado às produções de audiovisual, como capacitações, formações e qualificações na área, além do desenvolvimento de cineclubes e reformas ou manutenções em cinemas de rua ou itinerário.
 
A outra parte do recurso, os R$ 444 mil serão aplicados em apoio às outras linguagens artísticas, como teatro, música, as artes visuais, a literatura e as manifestações culturais de povos indígenas e quilombolas. (Adriana Santana
Fotos: Marcos Sandes Filho)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias