- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 19 / abril / 2024

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Servidores municipais são qualificados para buscar soluções tecnológicas

Mais Lidas

Ser uma cidade digital é investir em soluções inovadoras e tecnológicas que facilitem o acesso da população aos serviços públicos e ainda gerem economia para o município. Foi com esse propósito que a Prefeitura de Araguaína deu continuidade ao Programa de Aceleração Digital de Municípios e capacitou servidores e gestores de diversas secretarias para lidar com os produtos e serviços que o mercado digital oferece ao poder público.
 
Nos dias 11 e 12 de julho, representantes da BrasilLAB, maior hub de startups Govtech do país, e da CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina, estiveram em Araguaína para ministrar oficinas de preparação juntos os servidores. O coordenador de TI da Secretaria da Educação de Araguaína, João Barbosa da Silva, de 64 anos, fez questão de participar da capacitação. Com 41 anos de experiência na área, ele considera que o treinamento é uma grande oportunidade de avançar na profissão.
 
“Às vezes, é preciso sair da zona de conforto para podermos enxergar os melhores os caminhos a seguir. Todo esse processo que está sendo aplicado passa essa mensagem e nos ensina a enxergar soluções para os problemas por meio das ações mais adequadas”, disse o servidor.
 
Destaque no país
As oficinas são resultado de uma importante conquista de Araguaína, em 2022, quando foi escolhida, junto a mais quatro cidades, para receber todo o treinamento do Programa de Aceleração Digital de Municípios, encabeçada pela BrasilLAB e CAF. Ao todo, mais de 90 prefeituras se inscreveram e 41 concluíram as etapas obrigatórias. Dessas, apenas cinco foram escolhidas, sendo Araguaína (TO), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Maceió (AL) e Porto Alegre (RS).
 
Para o secretário da Fazenda, Ciência, Tecnologia e Inovação de Araguaína, Fabiano Souza, estar na lista das cidades selecionadas é um indicador de que a cidade está no caminho certo em relação aos investimentos em ferramentas e soluções digitais para o poder público.
 
“Chegar nesse patamar, que é implantar a gestão tecnológica nos serviços públicos, é com certeza um grande avanço. Araguaína é a única cidade da região norte e de uma região interiorana a estar entre as cinco primeiras colocadas e isso mostra o quanto estamos progredindo. Essa capacitação vem para reforçar ainda mais o nosso compromisso de continuar promovendo o desenvolvimento da nossa cidade”, disse Fabiano.
 
Projetos ambiciosos
No painel de abertura das oficinas, o prefeito Wagner Rodrigues destacou as potencialidades que a cidade tem e o crescimento exponencial registrado nos últimos anos.
 
“Estar entre as cidades que buscam potencializar a tecnologia é oportunizar o crescimento e o desenvolvimento do nosso Município, e isso gera renda, emprego e fortalece a economia. Nós temos muitas coisas pela frente e, até o final desse ano, eu acredito que nós vamos surpreender muitas pessoas e o país. Porque os projetos são ambiciosos, são grandes e nesses projetos nós vamos poder colocar nossa comunidade para ser beneficiada com aquilo que está se produzindo aqui. Ter mais contato com a população, gerar mais facilidade, agilidade e mais transparência é o que estamos buscando”, ressaltou Wagner.
 
Potencial das startups
O Programa de Aceleração Digital de Municípios busca capacitar os servidores para conseguirem identificar e adotar novas tecnologias que melhorem o serviço público e os tornem mais rápidos, como a emissão de alvarás, licenças, entre outros.
 
Segundo o CEO do BrazilLAB, Guilherme Dominguez, além de ser um programa único e exclusivo, as ações que serão aplicadas dentro da técnica digital vão estruturar a prefeitura para avançar nos processos digitais, para que cada vez mais canais de comunicação que fortalecem a comunicação do poder público com os moradores sejam criados.
 
“Unimos esforços com a CAF para elaborar um estudo que identificou uma demanda crescente pela digitalização de serviços públicos em todos os níveis, abrindo caminho para parcerias entre governos e startups GovTech, especializadas em soluções tecnológicas e inovadoras para o poder público”, ressaltou Guilherme.
 
“Araguaína é uma cidade que possui um crescimento pujante e essa força também se reflete na capacidade de buscar modernidade e tecnologia, tanto que, durante a seleção, o município competiu com cidades com milhões de habitantes. A gestão está de parabéns em adotar esse tipo de solução. Araguaína já está gerando soluções inovadoras e essas iniciativas de uma cidade inteligente mostram que efetivamente é um lugar onde a gente não apenas consegue plantar essa semente, mas fazer com que essa semente floresça”, disse Marcelo Facchina, executivo em Cidades Inteligentes e Municípios Digitais da CAF
 
Cidade de oportunidades
O venezuleano Max Dias Izquierdo reside no Brasil há 10 anos e há cinco em Araguaína. Ele conta que, mesmo morando em várias capitais, encontrou na cidade grandes oportunidades. Junto a um sócio, Max criou uma startup que usa técnicas que aumentam a durabilidade de materiais usados na fachada de prédios e ele disse estar otimista com o futuro, já que a prefeitura está aberta para parcerias com startups.
 
“Já morei em várias cidades como São Paulo, Goiás, Brasília, Manaus, Salvador, entre tantas outras, mas o que eu encontrei em Araguaína não vi em outro lugar, pois é uma cidade que cresce a cada dia, tanto na infraestrutura, como na geração de renda, e isso me motiva a cada dia mais”, expressou.
 
Avanços na tecnologia
Em 2022, Araguaína se tornou a primeira cidade no Brasil a contratar uma empresa de tecnologia para prestar serviço por meio do Novo Marco Legal das Startups, implementado pela Lei Federal Complementar nº 182 de 2021. A cidade também foi a primeira no país a aderir à plataforma GOV.BR do Governo Federal.
 
Outra importante iniciativa voltada à inovação tecnológica é a Lei Complementar nº 109 de 2021, que estipulou a criação e o funcionamento do Sandbox Regulatório de Araguaína, transformando uma parte da cidade em uma área onde as empresas poderão testar os projetos de inovação de forma desburocratizada.
 
E dentro do processo de transformação digital acelerada, no início de fevereiro, Araguaína implantou o sinal da conexão 5G, por meio da iniciativa da ABDI – Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial. O sinal, distribuído a partir de 15 luminárias inteligentes, é usado para agilizar a comunicação e a troca de informações e dados entre os órgãos públicos municipais no centro da cidade.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias