- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 19 / abril / 2024

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: Aluno da Escola Oneide da Cruz Mousinho será delegado na Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente

Mais Lidas

O estudante Emanuel Ferreira Feitosa de Sousa, 13 anos, aluno do 8º ano do Ensino Fundamental, da Escola Estadual de Tempo Integral Oneide da Cruz Mousinho, localizada em Araguatins, está se preparando para representar o Tocantins na 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que acontecerá no próximo mês de novembro, em Brasília/DF. 

Emanuel é membro do Grêmio Estudantil e participou, no início do mês de setembro, da etapa estadual da Conferência da Criança e do Adolescente, e, em julho, esteve na Conferência Municipal de Araguatins. O Estado participará da conferência nacional com 10 representantes. 

Ao participar das conferências, Emanuel foi adquirindo experiências sobre as políticas públicas necessárias para garantir a proteção integral das crianças e dos adolescentes. E ele representará a sua escola, a Superintendência Regional de Educação de Araguatins e todos os estudantes da rede pública estadual. 

Emanuel está consciente do papel que terá na conferência, principalmente de pensar em formas de ajudar os estudantes a avançarem nos estudos. “Eu não esperava ser delegado, estou muito ansioso para participar da etapa nacional da conferência. Vou planejar um tempo para me preparar melhor para os debates e aprender muito. Temos consciência de que os alunos perderam muitos conteúdos no período de pandemia, temos que ajudá-los ou incentivá-los a estudarem mais”, esclareceu.

Conferência

Nesta edição, o tema será “A situação dos direitos humanos de crianças e adolescentes em tempos de pandemia da covid-19: violações e vulnerabilidades, ações necessárias para reparação e garantia de políticas de proteção integral, com respeito à diversidade”. 

O tema será abordado nas discussões dos eixos temáticos que são: promoção e garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes no contexto pandêmico e pós-pandemia; enfrentamento das violações e vulnerabilidades resultantes da pandemia da covid-19; ampliação e consolidação da participação de crianças e adolescentes nos espaços de discussão e deliberação de políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos seus direitos, durante a pandemia. 

Os dois outros temas são: participação da sociedade na deliberação, execução, gestão e controle social de políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes considerando o cenário pandêmico e o último será a garantia de recursos para as políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes durante a pandemia da covid-19. (Joselia de Lima)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias