- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 17 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: Concurso da Prefeitura foi realizado sem intercorrências

Mais Lidas

Realizado em dois dias, 26 e 27 de agosto, o concurso público da Prefeitura Municipal de Araguatins, no Bico do Papagaio, teve aplicação das provas para os cargos de ensino fundamental, médio e médio/técnico, e superior, com uma avaliação positiva, segundo relata o Aliomar Gama, presidente do  Instituto de Capacitação, Assessoria e Pesquisa (ICAP), responsável pelo certame.

“O concurso ocorreu dentro do esperado, apesar da dificuldade numérica no primeiro dia, foi possível superar e avançar. As ocorrências foram habituais de concurso, sendo constatado apenas a tentativa de entrada de um agente de segurança pública portando armas e candidato sendo desclassificado, em virtude de telefone ter tocado no decorrer da aplicação da prova. Do mais, nada de anormal.”

Os próximos passos serão a divulgação de gabaritos, resultados preliminares, abertura de prazos para recurso, dentre outros. A expectativa é de que até o fim deste ano, após a homologação do resultado, serão empossados os candidatos aprovados.

Na avaliação do secretário municipal de Administração, Antônio Edson, “é motivo de muito orgulho e satisfação participar deste momento. Com a realização das provas deste concurso o município encerra um ciclo negativo de procrastinação em efetivação do serviço publico municipal. Nossa cidade passou muito tempo na dependência de cargos políticos, com a nomeação de servidores comissionados e de contratos, o que contribuiu muito para a descontinuidade do serviço público, já que em toda troca de comando, era comum a troca de pessoas em pastas e departamentos importantes para esta continuidade”.

O concurso de Araguatins previu mais de 160 vagas e a gestão municipal já estuda a realização do próximo para o preenchimento de vagas de outros seguimentos, tais como na área jurídica, contábil, auditoria tributária, profissionais da educação (professores), dentre outros.

Segundo o advogado Carlos Ricardo, presidente da Comissão, “a realização de um novo certame para o preenchimento dessas novas vagas é necessária, mas não era possível em razão da ausência eficácia completa de normativo que trata-se sobre Cargos e Carreiras, em especial para áreas da carreira jurídica e contábil”.

Ainda neste ano, os responsáveis pela elaboração dos projetos pretendem discutir com órgãos e classes para debaterem a estruturação coerente dos planos. A idéia é de Entidades importantes devem ser convidadas a participar das discussões, tais como Ministério Público (MP), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Sindicato dos Trabalhadores em Educação, dentre outros. (Ascom)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias