- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 13 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: “Era uma dívida histórica”, diz Aquiles sobre importância de obras entregues no PA Maringá

Mais Lidas

O prefeito Aquiles da Areia (PP) comentou a importância das obras entregues neste sábado (23) no povoado PA Maringá, zona rural de Araguatins, no Bico do Papagaio. O prefeito entregou uma Escola Municipal e uma Unidade Básica de Saúde (UBS) batizada de Dr. Waldyr Barbosa de Menezes.

“Essas inaugurações marcam uma nova era para o povoado de Maringá. Estamos entregando obras de qualidade que vão melhorar a vida da população”, disse o prefeito.

A Escola Municipal tem salas de aula, biblioteca, laboratório, espaço de esporte e outras melhorias. A UBS vai oferecer atendimento médico, odontológico, de enfermagem e outros serviços de saúde.

“É um resgate social com os moradores. Estamos dando a eles o que eles merecem, que é uma educação e saúde de qualidade”, destacou o prefeito.

O prefeito também agradeceu o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Amélio Cayres (REPU), e da senadora, Professora Dorinha (UB), que estiveram presentes no evento.

“Agradecemos o apoio dos nossos deputados e senadores. Sem eles, não seria possível realizar essas obras”, concluiu o prefeito.

A Escola Municipal Maringá virou notícia nacional, na gestão do ex-prefeito, Rocha Miranda, quando parte dos alunos foram flagrados assistindo às aulas em um bar, outras turmas estudam em sete locais improvisados, com carteiras quebradas e sem energia elétrica.

Além das salas de aula improvisadas as crianças também tinham aula em uma casa que foi cedida pela Associação de Moradores do assentamento. No começo era para ser por apenas seis meses até que a Prefeitura construísse um novo prédio, mas na época já se passava 11 anos funcionando no local, de forma totalmente improvisada. No prédio os estudantes bebiam água de um galão e todos usam o mesmo copo. O único banheiro está interditado e virou depósito, as crianças usam o mato.

Mas, para o prefeito da época, Rocha Miranda, dizia que a escola está em boas condições. “Aluno bebendo água em caneco? Isso é conversa furada, para boi dormir. O que vou fazer é uma escola nova. As crianças vão ter uma escola nova espero que dentro de 120 dias”, prometeu, mas não cumpriu. 13 anos depois, a escola foi entregue por Aquiles, em menos de 3 anos de mandato.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias