- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 16 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: Juíza Nely Alves da Cruz recebe homenagem por enfrentamento contra violência doméstica

Mais Lidas

“É uma causa que eu me preocupo muito”, disse emocionada, a juíza Nely Alves da Cruz, durante o lançamento do do Programa de Proteção, Acolhimento Humanizado às mulheres do Poder Judiciário do Tocantins (PAHS), ocorrido esta semana, no auditório do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO).

No evento, a magistrada diretora do Fórum da Comarca de Araguatins falou sobre o acolhimento recebido quando decidiu buscar ajuda para enfrentar uma situação de violência doméstica a qual vivenciou, com o objetivo de incentivar e empoderar outras mulheres a também denunciarem.

Recepção

O reconhecimento pela atitude da magistrada se estendeu nesta quinta-feira, 2, ao retornar às atividades após o feriado do Dia do Trabalhador, a juíza Nely Alves da Cruz foi homenageada pelo quadro de servidores e servidoras, colaboradores e colaboradoras da Comarca.

Em nome dos(as) colegas, a servidora da assessoria da Vara Criminal de Araguatins, Emanuella Lopes, ressaltou que “…a doutora Nely é apenas uma das milhões de brasileiras que, independentemente de idade, ofício e função, infelizmente já foram vítimas da violência. E o nosso reconhecimento é por sua coragem em enfrentar e inspirar todas e todos nós”.

Enfrentamento

Para combater a violência doméstica e familiar, o Judiciário tocantinense atua em várias frentes, com projetos, ações e canais de atendimento. Entre eles: a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID) e a Ouvidoria da Mulher. O TJTO também é uma das instituições do sistema de Justiça que compõem a rede de proteção Maria nas Comunidades.

Canais de Atendimento

Se você está vivendo essa situação de violência doméstica ou conhece alguém sofrendo esta condição, denuncie ligando para a Polícia Militar pelo número 190 ou para a Central de Atendimento à Mulher, discando o número 180. (Tarcísio Vória)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias