- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 22 / fevereiro / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

AUGUSTINÓPOLIS: Acusado de estupro de vulnerável se torna réu em caso envolvendo criança de 12 anos

Mais Lidas

Um homem de 33 anos foi acusado de estupro de vulnerável, tornando-se réu em um caso que envolve uma criança de 12 anos. O crime, que ocorreu entre 2017 e 2018, foi denunciado pelo Ministério Público do Tocantins.

O incidente aconteceu em uma residência no centro de Augustinópolis, no Bico do Papagaio. Segundo o processo, o acusado convidou a vítima para jogar videogame em sua casa. A investigação aponta que ele se aproveitou da vulnerabilidade da criança, que possui problemas psicológicos, para cometer o abuso.

Após o ato, o acusado ameaçou a criança para que ela não revelasse o ocorrido aos pais. Dias depois, ele teria visitado a casa da criança e tentado abusar sexualmente dela novamente. A criança relatou o crime aos pais, que informaram à polícia.

O acusado foi interrogado e negou a acusação. O promotor Elizon de Sousa Medrado o denunciou por estupro de vulnerável, de acordo com o artigo 217-A do Código Penal c/c artigo 1°, VI, da Lei 8.072/1990.

Na quarta-feira, 24, o juiz Alan Ide Ribeiro da Silva, aceitou a denúncia e solicitou a citação do acusado para que, em 10 dias, apresente sua defesa. A história continua a se desenrolar à medida que o processo avança.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias