- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 15 / abril / 2024

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Biquense Evoney Fernandes comenta sobre suspeita de promover rifas digitais ilegais que movimentaram mais de 4,5 milhões

Mais Lidas

A realização de rifas digitais, consideradas ilegais, movimentou mais de 4,5 milhões no Tocantins. Segundo a Polícia Civil, três investigados teriam arrecadado o valor em menos de um ano através das redes sociais. O balanço da 1ª fase da operação ‘Tá no Grale’ foi divulgado nesta sexta-feira (24).

Entre os envolvidos, está o artista biquense, Evoney Fernandes Macedo, natural de Ananás, de 27 anos, e os goianos Hitalon Bastos, 27 anos, e Fábio Oliveira Neto, de 23 anos.

Evoney comentou o assunto por meio de sua assessoria. Com a palavra Evoney Fernandes: 

Em relação a operação policial denominada “Tá no Grale”, bordão usado por EVONEY FERNANDES, informamos que ele está à inteira disposição de todas as autoridades investigativas para prestar os esclarecimentos que se fizerem necessários. Ao que se colhe, não se cuida de crime, visto que a investigação diz respeito à realização de rifas, o que, acaso confirmado, se enquadra na hipótese legal de contravenção penal. Todos os bens de EVONEY FERNANDES foram adquiridos de forma lícita, são registrados em seu nome e declarados às autoridades competentes. Tão logo seja oportunizado o contraditório, os fatos serão devidamente esclarecidos. O artista se encontra no interior do Maranhão cumprindo agenda de shows normalmente. Estamos sempre à disposição.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias