- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 16 / abril / 2024

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Coordenadores de CAPS do Bico fazem alinhamento de diretrizes

Mais Lidas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) realizou nesta quinta-feira, 13, o primeiro Encontro com Coordenadores dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Tocantins, que teve a participação de município do Bico, onde existem a rede de atenção psicossocial, sendo Araguatins, Tocantinópolis, Augustinópolis, Buriti e Sítio Novo.

O evento aconteceu na Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde Dr. Gismar Gomes (ETSUS) e contou com a participação dos representantes dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Estado, da Assistência Farmacêutica, do Controle e Avaliação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPs) e Boletim de Produção Ambulatorial (BPA).

Durante o encontro, as equipes trabalharam o alinhamento das diretrizes que serão executadas nos serviços de saúde, como o acompanhamento da rede, disponibilização de medicamentos e assistência básica aos pacientes.

Para o gerente da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) da SES-TO, Matheus Eije Glória, “a presença dos 21 CAPS hoje possibilita essa troca de informações que serve para aproximar e reduzir os ruídos do dia a dia no trabalho. E isso é fundamental para estreitarmos laços por meio do contato humano com os profissionais que atuam na saúde mental. O objetivo nosso aqui, como profissional da saúde, é estreitar laços, falar a mesma língua, se colocar no lugar do outro e ter empatia principalmente no ato de como vamos cuidar dos pacientes, se a gente não cuida dos nossos semelhantes”.

Leitos

O Estado do Tocantins possui 32 leitos psiquiátricos, sendo 10 no Hospital Regional de Araguaína e 22 no Hospital Geral de Palmas (HGP).

Planejamento

A área técnica de Saúde Mental do Estado trabalha na elaboração de Planos de Ação da (RAPS), das macrorregião centro sul e da macrorregião norte do Tocantins, o qual tem como principais focos: implantação, no prazo de dois anos, de mais 23 novos serviços, sendo 10 na macrorregião centro sul e 13 na macrorregião norte e  qualificações de trabalhadores da Rede de Atenção Psicossocial, com a formação de novas equipes Multiprofissional de Atenção Especializada em Saúde Mental (MAEST);.

Outro ponto importante é a contratação da Clínica de Reabilitação com 60 leitos de tratamento para pacientes com transtornos mentais.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias