- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
sábado, 13 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Entenda a onda de calor extremo que afeta o Brasil

Mais Lidas

Na reta final do inverno de 2023, os termômetros seguem registrando números altíssimos em todo o Brasil. E, segundo previsão da MetSul Meteorologia, a expectativa é que a onda de calor extremo se mantenha nos próximos dias com valores históricos de temperatura máxima nas cinco regiões do país. Entenda o que está por trás disso:

Estael Sias, da MetSul, esclarece que extremos de calor não são incomuns durante a transição entre o inverno e a primavera. No entanto, a previsão aponta para um cenário fora do habitual. A principal responsável pela onda de calor extremo é uma bolha de ar quente que atua entre o Paraguai e o Centro-Oeste brasileiro.

Marcas perto ou acima de 40°C estão previstas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Bahia, Piauí, Maranhão, Paraná e Mato Grosso do Sul.

“No meio da semana, o ar excessivamente quente se desloca mais na direção do centro do Brasil e na segunda metade da semana ganha mais força entre o Sul, o Centro-oeste e a Região Sudeste”, esclarece Estael.

Bolha de calor

A bolha — ou cúpula — de calor é criada quando uma área de alta pressão permanece sobre a mesma área por dias ou até semanas, prendendo ar muito quente por baixo, “assim como uma tampa em uma panela”, explica relatório da Metsul.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias