- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 26 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Governo do Tocantins inicia contratações do programa Jovem Trabalhador

Mais Lidas

Em cerimônia realizada em frente ao Palácio do Araguaia na manhã desta terça, 23, o Governo do Tocantins autorizou o início de contratações do Programa Jovem Trabalhador – ao todo, três mil famílias tocantinenses serão impactadas com a inserção de jovens de todo o estado no mercado de trabalho.  

A autorização foi anunciada pelo governador Wanderlei Barbosa durante o evento, que contou com a presença do Secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social, Jonis Calaça, e da equipe da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) além de autoridades e jovens aprendizes de outros programas da instituição.  

 “Sabemos o quanto a juventude tem vontade de ser inserida no mercado de trabalho. Nós queremos vocês selecionados, se qualificando, não apenas para esse projeto. Nós queremos que esse projeto qualifique vocês para a vida, para o mercado de trabalho. Que seja um suporte, que seja o alicerce de uma carreira importante que vocês irão trilhar. Eu quero pedir o empenho e o comprometimento de todas as secretarias para que todos tenham a oportunidade de conviver com o ambiente de trabalho. Vamos levar para os 139 municípios, é um projeto que vai abraçar 3000 jovens 3000 famílias tocantinenses”, destacou o governador.  

Nesta primeira etapa serão contratados 1.500 jovens. O programa prevê que os jovens atuem como auxiliares administrativos em órgãos públicos de todo o Tocantins. As inscrições seguem abertas e podem ser feitas pelo site jovemtrabalhadorto.org.br.

Para a gerente do Polo Tocantins da Renapsi, Patrícia Lucena, o início das contratações é mais um passo na transformação da vida dos jovens, especialmente no interior do Estado.  

 “É uma oportunidade que vai ser única na vida de muitos desses jovens que, se não fosse pelo Programa Jovem Trabalhador, talvez encontrassem dificuldades de ingressar no mercado de trabalho em seus municípios. Nós tivemos um cuidado muito especial na construção desse programa levando em consideração as particularidades do nosso estado, como os indígenas, quilombolas e ribeirinhos. Agora vamos dar início à contratação e em breve esses jovens estarão contratados, capacitados e atuando no serviço público”, pontuou.  

O secretário da Setas, Jonis Calaça, ressalta que o programa vai além de oferecer uma oportunidade de emprego, já que oferece capacitação e qualificação profissional, contribuindo assim para o desenvolvimento do Estado e a inserção dos jovens no mercado de trabalho.  

“Essa iniciativa é um compromisso do governador Wanderlei Barbosa em promover políticas públicas que ajudem a combater o desemprego e a exclusão social, e vai priorizar os jovens de famílias beneficiárias de ações sociais, em condições de vulnerabilidade social, dando a eles a oportunidade de aprender um ofício e ingressarem no mercado de trabalho. Esse é o tipo de ação que promove mudança de vida real”, avaliou.  

Para fazer a inscrição no Programa Jovem Trabalhador é necessário ter entre 16 e 21 anos, ter renda familiar de até dois salários mínimos nacional ou meio salário mínimo per capita, ou inscrição no CadÚnico. É preciso ainda que o jovem esteja cursando o ensino fundamental ou médio (ou já ter concluído o ensino médio) e ser ou ter sido estudante da rede pública ou bolsista 100% de rede particular. (Izabela Martins)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias