- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 17 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Municípios do Bico terão mobilização contra o sarampo e rubéola na quinta-feira

Mais Lidas

Para reforçar as ações de vigilância contra o sarampo dentro do território tocantinense, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) em parceria com o Ministério da Saúde (MS) realiza na quinta-feira, 14, o Dia S de combate ao sarampo e rubéola.

Na data, os profissionais de saúde que atuam na área da vigilância irão buscar ativamente nos estabelecimentos comunitários (residências, creches, escolas, instituições de curta e longa permanência, ambiente de trabalhos, entre outros) pacientes com suspeita que foram atendidos nos 30 dias, verificando in loco os sinais e sintomas das doenças.

A vigilância laboratorial também estará mobilizada, fazendo o resgate de amostras que foram testadas para as arboviroses, como dengue, com resultados negativos. Essas amostras serão testadas novamente para sarampo e rubéola.

Para a gerente de Imunização da SES-TO, Diandra Sena, “essa estratégia que estamos utilizando é uma das prioridades que o Ministério da Saúde vem realizando junto aos Estados e aos Municípios em busca da certificação da eliminação do sarampo em nosso país. E para que consigamos esse mérito, é importante que cada profissional de saúde faça o seu papel de acordo com suas competências técnicas, realizando buscas ativas dentro do seu território para que a gente faça uma vigilância ativa em busca de algum caso suspeito do sarampo ou rubéola que tenha passado despercebido pela Vigilância”.

“Os dados coletados durante o Dia S deverão ser apresentados para a Vigilância Estadual até o dia 10 de abril deste ano. É importante que os gestores enviem esses dados no prazo correto para verificarmos o que foi coletado e enviarmos para o Ministério da Saúde e assim termos novamente a certificação de eliminação do sarampo”, acrescentou a gerente.

Treinamento

Para preparar os municípios para esse trabalho, a SES-TO realizou na segunda-feira, 11, uma capacitação com os municípios para tratar sobre a importância e como devem ser realizadas as ações de identificação, apresentação dos dados e vacinação contra a rubéola e o sarampo. Nos últimos anos o Tocantins não apresentou casos de sarampo e cresceu no índice de imunização contra a doença (82,9% de crescimento em 2022 e 94,3% em 2023).

Doença

O sarampo é uma doença causada pelo vírus Morbillivirus, e é altamente contagiosa. A transmissão ocorre de forma direta, por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar, por isso, a elevada contagiosidade da doença.

O sarampo pode acometer pessoas não vacinadas em qualquer idade. Porém, é mais comum em crianças pequenas principalmente porque, nos primeiros anos de vida, o sistema imunológico ainda está se desenvolvendo.

A aplicação da primeira dose da vacina contra o sarampo acontece aos 12 meses de vida. Por isso, é preciso ter cuidado redobrado com crianças com menos de 01 ano, pois elas são o grupo mais vulnerável ao vírus.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias