- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 30 / novembro / 2023

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

‘Operação Verão’ reforça ações de segurança no último final de semana de julho em todo Pará

Mais Lidas

Desencadeada em mais de 90 localidades no Pará, a “Operação Verão 2023” do governo do Estado chega à fase final do veraneio com ações reforçadas. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) juntamente com órgãos parceiros segue com ações estratégicas, nesta sexta-feira (28), e até a segunda-feira, dia 31, quando concentra o fluxo de retorno dos veranistas. 

Esta é uma das maiores ações de segurança que o Pará deflagra anualmente, prevendo um fluxo intenso em praias, balneários e igarapés. Somente de efetivo, o Poder Executivo mobilizou mais de 5,6 mil agentes de segurança pública, com ações ostensivas e preventivas para inibir à criminalidade e garantir a segurança de todos. 

O secretário titular da Segup, Ualame Machado, destaca o compromisso em garantir a tranquilidade no último final de semana. “Sabemos que esses últimos finais de semana são os de maior fluxo de pessoas nas praias e balneários e isso demanda um maior planejamento dos órgãos de segurança para que a população possa aproveitar o período de férias com segurança. Conseguimos redução nos Crimes Violentos e ainda nos roubos e furtos, o que mostra que todo o planejamento montado para a Operação Verão 2023 está sendo executado com efetividade pelos órgãos do Sistema de Segurança que atuam de forma integrada, o que fortalece ainda mais nossas ações para que a população possa curtir o verão paraense com tranquilidade também neste período final”, disse o secretário.

Aparato reforçado

A ação integrada conta ainda com mais de 400 viaturas, de quatro rodas, motocicletas, quadricíclos e ônibus, além do efetivo montado. A operação conta ainda com apoio aéreo de 4 aeronaves e 38 embarcações para cobertura nos rios do estado. Soma ao aparato três infraestruturas, os Centros Integrados de Salinópolis, Ajuruteua e em Mosqueiro. Nesses espaços, as coordenações contam com videomonitoramento, central de despacho de ocorrências e concentram os principais gestores das forças locais.

Tudo pensado para levar mais segurança para quem ainda quer aproveitar a oportunidade de se divertir em família e amigos. Maria Silva, estudante de enfermagem e física, é uma dessas pessoas que, junto com um grupo de nove pessoas, deve aproveitar as maravilhas que a Ilha de Cotijuba oferece. Para ela, é importante a presença do Estado em decorrência quantidade de pessoas nessa época do ano.

“No mês de férias o fluxo é muito maior nas praias na região turística do Estado como nos balneários próximos de Belém. Tanto a segurança fluvial quanto nas estradas é muito importante para gente aproveitar com mais segurança”, afirma. 

Na Ilha, o Grupamento Fluvial de Segurança Pública (GFlu), além do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Civil, estarão atuando nas fiscalizações de embarcações, ostensividade nas praias e no cumprimento de documentação em estabelecimentos comerciais.

Fiscalização viária

Já nas primeiras horas desta sexta-feira (28), o fluxo intenso nas rodovias foi acompanhado por agentes do Departamento de Trânsito, acompanhado pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), e órgãos municipais que somam ao efetivo. O Detran, está responsável pelo combate à alcoolemia e o excesso de velocidade que ainda são as principais causas de acidentes nas estradas. 

Além disso, as equipes de educação continuam nas principais rodovias alertando os veranistas sobre os fatores de risco.

Região Metropolitana de Belém – Os belenenses que ficarem na Capital, durante esse período, também vão contar com o reforço na segurança, tanto nas rondas contínuas, quanto nas unidades policiais. A Polícia Militar estará com a Operação “Visibilidade”, em Belém e demais municípios da Região Metropolitana, com o reforço do policiamento em pontos estratégicos da cidade. Nos balneários os policiais darão apoio nas ações realizadas pelo Detran e da Polícia Civil, além do monitoramento de inteligência para coibir o tráfico de drogas e outras ameaças à segurança pública.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Últimas Notícias