- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 10 / dezembro / 2023

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

PALMAS: Após “flagra” de milhões, joias e ouro, frutos de corrupção, Cinthia resolve demitir secretários

Mais Lidas

Após a deflagração de duas operações pela Polícia Federal, as quais visam investigar contratações de grande vulto realizadas pelo município, a Prefeitura de Palmas tornou público o desligamento de seus cargos de Edmilson Vieira das Virgens, responsável pela pasta de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais, Maria de Fátima Pereira de Sena e Silva, chefe da Secretaria de Educação, e Fernanda da Silva, secretária executiva na mesma pasta. O anúncio oficial da municipalidade foi divulgado no início da noite desta quinta-feira (10).

Edmilson foi detido em flagrante pela Polícia Federal sob suspeita de envolvimento em atividades de lavagem de dinheiro. A prisão ocorreu durante a manhã, em decorrência de operações em curso que estão analisando possíveis irregularidades em contratos públicos da área de Educação, os quais ultrapassam a cifra de R$ 30 milhões. Instantes anteriores à prisão, as autoridades federais localizaram uma residência utilizada como esconderijo, onde diversas bolsas e caixas foram encontradas repletas de dinheiro e joias.

Após ser abordado pela PF, o secretário foi levado para fazer exame de corpo delito no Instituto Médico Legal (IML) de Palmas. Depois seguiu para o Quartel do Comando Geral (QCG), onde vai ficar preso.

Os federais cumpriram mandados de busca na sede da Secretaria Municipal de Educação e no prédio da prefeitura, na Avenida JK.

No comunicado da Prefeitura de Palmas, explicou que a decisão pelas exonerações é para garantir a ‘proteção do interesse público’.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Últimas Notícias