- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 25 / fevereiro / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

PARAUAPEBAS: SEGUP reforça importância do Disque Denúncia 181 e atendente virtual

Mais Lidas

Com intuito de divulgar a central 181 e suas ferramentas de denúncia anônima como a atendente virtual Iara, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da diretoria do Disque Denúncia, esteve nesta quarta-feira (28) em Parauapebas, sudeste paraense, visitando batalhões e delegacias. O intuito é de, assim como ocorreu em Marabá, esclarecer à população sobre a ferramenta que contribui para o combate à criminalidade. 

Com mais de 27 mil denúncias válidas no período acumulado do ano, o Disque Denúncia é a principal fonte de informações oriundas da participação da população paraense. Com mais de 15 anos de existência, a central contribui para o trabalho investigativo e operacional das forças de segurança do sistema. 

Segundo o diretor da instituição, delegado Christian Rocha, o trabalho em Parauapebas consistiu na fomentação do número convencional 181 e de todas as ferramentas disponíveis que garantem sigilo e anonimato ao denunciante. 

“Nós sabemos de diversas dificuldades que são enfrentadas aqui, tanto pela população como pela polícia local, e a gente quer reforçar que estamos à disposição com esse canal de atendimento para justamente diminuir os índices de criminalidade. Nós temos um índice muito grande no Pará inteiro, denúncias de tráfico de drogas, poluição sonora, maus tratos contra animais, maus tratos contra idosos, violência contra mulher. Todos esses casos são aceitos pela nossa central e encaminhados para a autoridade que tem atribuição de verificar”, informou. 

Para os agentes das forças de segurança, foram distribuídos materiais gráficos contendo informações sobre os canais de denúncia. O material será distribuído em centros comerciais, escolas, igrejas e outros espaços físicos de grande circulação. A tropa em rua também fará a conscientização da população com esclarecimentos.

Inovação – Há dois anos, o Pará foi o primeiro estado do Brasil a disponibilizar um número de WhatsApp para denúncias, garantindo o sigilo e o anonimato do denunciante. Por meio do número (91) 98115-9181, as mensagens enviadas são recebidas e um diálogo se constrói, buscando obter o máximo de informações pelo sistema de Inteligência Artificial, que é rápido e anônimo, personificado por uma atendente virtual, a Iara.

Para a titular da delegacia da mulher de Parauapebas, delegada Júllya Santos, a ferramenta é primordial já que reúne informações precisas como fotos, imagens, áudio e geolocalização. 

“São informações importantes e com certeza facilita o trabalho de investigações de crimes de violência doméstica, principalmente pelo fato de isso acontecer no seio do ambiente familiar, onde muitas vezes as pessoas ficam numa dependência emocional do agressor, não só a vítima em si, mas a família. Então a ferramenta, até por conta do sigilo, ajuda nessa questão da denúncia e incentiva as pessoas sigilosamente a denunciar e consequentemente nas investigações, sem dúvida”, destacou.

Tecnologias – Outra ferramenta que está à disposição da sociedade é o chatbot, um sistema de troca de mensagens que funciona 24 horas, sete dias por semana, e que também receberá denúncias garantindo o sigilo e o anonimato.

A caixa de diálogo fica localizada na parte inferior de todos os sites de segurança pública do Pará, como o das polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros, entre outros.

A secretaria municipal de segurança pública de Parauapebas é também parceira do Disque Denúncia, que deve pulverizar as informações. Segundo o secretário municipal, Denis Assunção. “É mais uma ferramenta que chega para auxiliar o cidadão para que ele possa denunciar de forma anônima crimes que ocorram na sua região, na sua vizinhança, crimes estes por tráfico de drogas, maus tratos, agressões, enfim. Ajudaremos na divulgação e auxiliar que o cidadão possa ter essa ferramenta. Uma ferramenta na palma da mão para denunciar os crimes que acontecem no nosso município e que ajudará bastante”, destacou. 

Além do chatbot existe ainda o formulário web, disponibilizado no site da Segup, e o e-mail do canal (disquedenuncia181@segup.pa.gov.br). O número 181 permanece disponível para chamadas de voz, gratuitamente.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias