- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 25 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

PRAIA NORTE: Homem que matou ex-companheira com golpes de chave de fenda é indiciado

Mais Lidas

O crime aconteceu na noite do dia 29 de julho

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 9ª Delegacia de Praia Norte, no Bico do Papagaio, concluiu nesta segunda-feira, 4, o inquérito policial referente ao crime de feminicídio, ocorrido no último dia 29 de julho, na cidade e que vitimou uma mulher de 36 anos. Com base nas investigações, um homem de 52 anos foi indiciado pela prática do crime.  

A delegada Daniela Caldas, titular da 9ª DP, informou que a vítima possuía um relacionamento com o autor. Na noite do crime, a mulher se deslocava para uma festa que estava sendo realizada no cais da cidade, quando foi surpreendida pelo autor, que descontente pelo fato de a vítima ter saído, se aproximou dela, momento que retirou uma arma branca da cintura e desferiu, cruelmente, diversos golpes na vítima. 

A mulher ainda tentou se defender, constando lesões de defesa nas mãos, porém diante da agressividade do autor e dos golpes sofridos, caiu ao chão, oportunidade que o autor se aproximou e desferiu mais golpes enquanto proferia a frase “vou te ensinar a respeitar cabra macho”. Diante da gravidade das lesões sofridas, a vítima foi a óbito ainda no local. 

O autor foi preso em flagrante logo após o crime e as investigações prosseguiram para que fossem inquiridas demais testemunhas. Com base nos trabalhos investigativos, os quais apontaram o homem de 52 anos como o autor do bárbaro crime, a Polícia Civil concluiu as investigações, remetendo o inquérito policial para o Poder Judiciário, com vistas ao Ministério Público, que por sua vez já ofereceu denúncia, contra o homem pelo crime de feminicídio.

Durante as investigações, as equipes da 9ª Delegacia descobriram que o autor já respondia por outro crime de homicídio. 

Para a delegada Daniela Caldas, a conclusão do inquérito com a imputação do crime ao autor é de grande importância, uma vez que trata-se de um um crime gravíssimo que foi praticado por motivo fútil, torpe e que vitimou uma mulher de apenas 36 anos, a qual foi atacada brutalmente pelo simples motivo de estar indo para uma festa. “Com o encerramento do inquérito policial, a Polícia Civil do Tocantins cumpre mais uma vez sua missão institucional e soluciona um caso que teve grande repercussão para que a Justiça possa seguir seu trâmite normal a fim de que o indiciado possa ser julgado pelo crime que cometeu”, frisou a autoridade policial.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias