- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 14 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Quadrilha é presa por fraudar salário-maternidade do INSS em Araguaína-TO e Parauapebas-PA

Mais Lidas

Nesta terça-feira, 29, a Polícia Federal lançou a Operação VÍNCULOS SIMULADOS, com o objetivo de desmantelar um grupo criminoso especializado em fraudes a benefícios previdenciários. Foram cumpridos 5 mandados de prisão e 6 mandados de busca e apreensão nas cidades de Araguaína/TO e Parauapebas/PA, expedidos pela 1ª vara da Justiça Federal.

Segundo a investigação, a organização criminosa cooptava mulheres que haviam sido mães recentemente, convencendo-as a fornecer documentos pessoais para possibilitar a obtenção indevida de salário-maternidade. Com os documentos em mãos, os envolvidos inseriam dados trabalhistas falsos e requeriam o benefício junto ao INSS. As mulheres repassavam metade do valor recebido indevidamente para a organização criminosa.

A investigação criminal contou com a cooperação institucional do Ministério da Previdência Social. A ação de hoje teve como objetivos cessar a atividade criminosa, angariar mais elementos de informação para o Inquérito Policial, individualizar as condutas dos suspeitos e recuperar bens e valores obtidos pelo grupo criminoso.

Os indiciados responderão pelos crimes de estelionato previdenciário majorado, associação criminosa e lavagem de dinheiro, com penas que podem chegar a 12 anos de prisão. O prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$1.000.000,00 (um milhão de reais), segundo levantamento do Ministério da Previdência Social.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias