- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 26 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

SANTARÉM: Festival Çairé começa nesta sexta, 15 e marca disputa entre Boto Rosa e Tucuxi

Mais Lidas

Falta um dia para uma das tradicionais festas amazônicas da região oeste do Estado do Pará, o Çaíré, que ocorre nesta sexta-feira (15) e no sábado (16), na Vila de Alter do Chão, em Santarém. As duas noites de disputa entre os botos Cor de Rosa e Tucuxi serão transmitidas pela Cultura Rede de Comunicação, com exclusividade, pela TV, Portal e também aplicativo, a partir das 21h.

O tradicional evento folclórico, que combina elementos religiosos e da cultura local, possui mais de três séculos de história e, em 2023, celebra 50 anos de retomada, trazendo como tema “Tradição e Arte em Alter”. Para o titular da Cultura Rede de Comunicação, Miro Sanova, esse ano será mais uma oportunidade de a emissora honrar o compromisso com os paraenses e a cultura estadual.

“Uma festa dessa magnitude não poderia ficar de fora da nossa grade de transmissão, será também a chance dos paraenses que estão fora do Estado, principalmente os santarenos, matarem a saudade das suas raízes pois estaremos ao vivo também pela internet através do nosso portal, para todos o país. Essa é a forma que nós, sendo uma emissora pública e educativa e, principalmente, que levanta a bandeira da cultura estadual, podemos entregar para o telespectador o que tem de mais incrível no Pará”.

Neste ano, novamente, as apresentações dos botos serão em dias diferentes. Na noite de sexta-feira (15), o Boto Tucuxi vai defender o tema: ‘Yandê, o Çairé’. “O Çairé sempre foi feito por nós. Yandê em Borari significa ‘Nós’. Então, vamos levar para o Lago dos Botos os indígenas boraris, os ancestrais, a aldeia, a nossa tradição. São as mãos da coletividade, que juntas mostram que sempre será: ‘Nós, o Çairé! Yandê, o Çairé’”, enfatizou o presidente da agremiação, Toninho Araújo. 

 Já na noite de sábado (16), será a vez do Boto Cor de Rosa, com a apresentação do tema “A Grande Festa”, em comemoração à retomada do Çairé, que em 2023 completa 50 anos. “Vamos levar muita alegria e mostrar ao público a importância de se manter nossa cultura. São 50 anos que a festa do Çairé foi retomada e a cada ano que passa recebemos mais visitantes que se apaixonam pela nossa história. É uma justa homenagem aos nossos antepassados”, destacou o presidente da agremiação Miguel Wanghan.

Histórico da competição – Sairé, atualmente grafado “Çairé” por questões culturais, é a mais antiga manifestação de cultura popular da Amazônia. Acontece há mais de 300 anos na Vila de Alter do Chão, na cidade de Santarém, mantendo-se fiel à sua essência e ao seu simbolismo. A origem da festa remete às missões evangelizadoras feitas por padres Jesuítas, aos índios da Amazônia. Foi interrompido durante alguns anos e neste ano completa 50 anos da retomada. 

O símbolo da festa é representado por um semicírculo de cipó torcido, envolvido por algodão, flores e fitas coloridas. No centro do semicírculo encontram-se três cruzes e, acima desse, outra cruz. Durante todo o período da festa, esse estandarte permanece fincado na areia da principal praia de Alter do Chão, certamente repetindo o que os índios faziam para saudar os portugueses.

Serviço

Festa do Çairé – sexta (15) e sábado (16), ao vivo, às 21h, na TV e Portal Cultura do Pará (canal 2.1 e portalcultura.com.br). ( Raiana Coelho  / Foto: Marco Santos)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias