- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 22 / fevereiro / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

SÃO FÉLIX DO XINGU: Agentes federais são alvo de emboscados durante retirada de invasores em Terra Indígena Apyterewa

Mais Lidas

Em uma coletiva de imprensa, o superintendente regional da Polícia Federal no Pará, José Roberto Peres, revelou detalhes sobre uma emboscada contra agentes federais durante a operação de retirada de invasores da Terra Indígena Apyterewa. A equipe foi forçada a se esconder na mata após duas viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) serem atingidas por diversos tiros. Um inquérito foi aberto para investigar o incidente.

A equipe da PRF estava acompanhando a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) quando sofreu três emboscadas consecutivas. Um servidor do órgão indigenista foi baleado durante os ataques. “Eles foram surpreendidos por três emboscadas seguidas, em pontos e momentos diferentes, que deixaram as viaturas com várias marcas de tiros e, infelizmente, um dos servidores foi baleado sendo conduzido ao hospital”, disse Peres.

Os agentes estavam retornando de uma atividade entre 19h e 20h pelo ramal Vitória quando foram surpreendidos por disparos de arma de fogo em três pontos diferentes. O servidor da Funai, atingido no tornozelo, precisou ser encaminhado para avaliação médica em um hospital.

Peres suspeita que os ataques criminosos tenham sido promovidos por “grandes exploradores da TI, incluindo garimpeiros, madeireiros e criadores de gado”. Ele acrescentou: “No começo da desintrusão na TI, estima-se que havia 60 mil cabeças de gado em pastos ilegais dentro da área de preservação”.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias