- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 16 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Secretarias de Saúde do Bico recebem orientação para combate e controle da doença de chagas e leishmaniose visceral

Mais Lidas

Com o objetivo de nortear o processo de planejamento das ações de vigilância e controle de algumas doenças causadas por parasitas, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), iniciou na segunda-feira, 26, às 14h, a 20ª Reunião Anual de doença de Chagas e Leishmaniose Visceral. O evento ocorre no anexo I da Pasta e segue até o dia 15 de março, em Palmas.

Para o encontro, foram convidados os profissionais responsáveis pela Investigação Epidemiológica e pelo Controle Vetorial, com vistas à investigação oportuna pela detecção do risco de transmissão destas das referidas doenças, dos 139 municípios tocantinenses.

Na ocasião, os profissionais da Pasta apresentarão a avaliação das metas atingidas em 2023, relativas às atividades de vigilância e controle destes dois agravos de saúde pública, bem como de forma participativa será orientado a construção do plano de trabalho para a execução das mesmas no decorrer de 2024, razão pela qual é indispensável à presença de todos os convidados, objetivando desta forma o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) tocantinense.

Para esta primeira etapa, estão participando os municípios de Aguiarnópolis, Ananás, Angico, Araguatins, Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Buriti do Tocantins, Cachoeirinha, Carrasco Bonito, Esperantina, Itaguatins, Luzinópolis, Maurilândia do Tocantins, Nazaré, Palmeiras do Tocantins,    Praia Norte, Riachinho, Sampaio, Santa Terezinha do Tocantins, São Bento do Tocantins, São Miguel do Tocantins, São Sebastião do Tocantins, Sítio Novo e Tocantinópolis.

A gerente de Vigilância e Controle de Doenças Tropicais Negligenciadas da SES-TO, Carina Graser Azevedo, reforçou a importância desse tipo de ação para aumentar o monitoramento das doenças no Estado. “É uma honra poder chegar à vigésima reunião e ver um auditório cheio, com todo mundo participando e demonstrando a importância do trabalho para a saúde do Tocantins, pois é importante para a equipe, que planeja essa ação, mas também para os municípios, porque se há 20 anos nós estamos realizando, é porque eles acreditam nesse trabalho também”.

Para a secretária de saúde de Tocantinópolis, Maria Vandecy Soares Ribeiro, “essa capacitação é muito importante devido à subnotificação dos nossos municípios da região do Bico do Papagaio. Então, a cada ano que você vem você se capacita e se prepara para ver essa prevenção e detectar essa doença nos nossos municípios”.

“Como tivemos a notificação de casos em Angico no ano passado, nós estamos ganhando um conhecimento muito bom através dessas reuniões que acontecem anualmente e por isso me sinto bastante gratificado, pois levaremos as novidades e novos cuidados para a população auxiliar no encontro desses vetores”, disse o agente e coordenador de endemias de Angico,  Lázaro Sousa Almeida. (Aldenes Lima e Karoliny Santiago)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias