- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 13 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Sicredi União MS/TO e Oeste da Bahia fortalece o empreendedorismo feminino e impulsiona as micro, pequenas e médias empresas

Mais Lidas

Nesta terça-feira, 27, é celebrado o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas, que chama a atenção para a importância dos pequenos negócios e das empresas de pequeno porte para a economia global. Apoiador das micro, pequenas e médias empresas, a Sicredi União MS/TO e Oeste da Bahia tem projetos, programas, linhas de crédito e financiamentos específicos para este público.

E a participação desse segmento é importante para a economia tocantinense. De acordo com dados da Junta Comercial do Tocantins (Jucetins), o estado possui atualmente 118.368 Microempreendedores Individuais (MEI), 61.460 Microempresas (ME) e 7.760 Empresas de Pequeno Porte (EPP). Segundo o Sebrae, as micro e pequenas empresas são responsáveis por 30% do Produto Interno Bruto do país e representam 99% das empresas do Brasil.

Atuando no fomento a estas empresas, regionalmente, a cooperativa atua com o projeto Donas do Negócio, que incentiva e auxilia mulheres empreendedoras a conquistarem mais espaço no mercado,  proporcionando autonomia e independência.  Criado no ano passado com o escopo do International Finance Corporation (IFC), membro privado do Banco Mundial, a cooperativa tem impactado milhares de mulheres donas de pequenos negócios nas cidades de Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Araguaína, Palmas e Dianópolis. 
No Tocantins, de acordo com dados da Receita Federal, o comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios (CNAE 5491) é a atividade econômica com o maior número de MEIs, seguida por cabeleireiros, manicures e pedicures (4.469) e obras de alvenaria (3.155).   E é no ramo de vendas de roupas e acessórios que atua a participante do projeto em Palmas, Marilene Borges da Silva.

Empreendedora há treze anos na região Sul da Capital, ela conta que uma das maiores dificuldades encontradas durante todo esse tempo é o acesso a crédito. Para Marilene, a inserção no Donas do Negócio foi um ponto de virada para seu empreendimento. “O pequeno negócio enfrenta muitos obstáculos, falta de incentivo e financiamento específico. O projeto veio para agregar valor, proporcionou-me conhecimento e capacitação, e abriu novas portas para o crescimento da minha empresa, ajudando a fortalecer o empreendedorismo que eu já tinha. Estou inserida em um grupo de mulheres empreendedoras onde todas se apoiam. É fantástico”, conta ela.

Segundo Jô Castro, Assessora de Desenvolvimento do Sicredi, o Donas do Negócio apoia e incentiva o empreendedorismo feminino, fornecendo não apenas produtos financeiros para essas mulheres, mas também engajando-as por meio dos pilares de informação, inspiração, capacitação e conexão. “Uma pesquisa do Sebrae mostra que 50¨% fecha em menos de dois anos,por isso o Sicredi apostou nessa iniciativa, um programa desenvolvido para apoiar o empreendedorismo feminino com o intuito de darmos condições para estes negócios se consolidarem e elas não entrarem no percentual das empresas que fecham as portas nesses 24 meses”, finaliza.

No Tocantins, 46% dos empreendedores são do sexo feminino e 56% do sexo masculino. (Cecília Santos)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias