- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 26 / fevereiro / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

TOCANTINÓPOLIS: Acesso à Educação em Unidades Penais; Aulões do Enem para Detentos

Mais Lidas

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Superintendência Regional de Educação (SRE) de Tocantinópolis, conclui neste sábado, 25, na sala de aula da Unidade Penal do município, os aulões do TO no Enem para interessados e aptos a fazerem a prova do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL). As aulas preparatórias tiveram início no dia 11, sendo ministradas nos turnos matutino e vespertino. 

O objetivo é oportunizar aos 21 estudantes da Educação Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (EJA/PPL) e internos da Unidade Penal de Tocantinópolis, que cursam o terceiro período do EJA/PPL e os internos que concluíram o Ensino Médio, o reforço para facilitar o acesso ao Enem/PPL. Além das aulas foram disponibilizadas apostilas de apoio.

Para a assessora e pedagoga do EJA/PPL da SRE Tocantinópolis, Francisca Pereira de Sousa, a parceria da Superintendência com o diretor da Unidade Penal de Tocantinópolis, Diego Ribamar, fez toda a diferença nesta ação, pois os aulões são uma oportunidade ímpar para os estudantes melhorarem seu desempenho na prova do Enem PPL, que serão realizadas nos dias 12 e 13 de dezembro de 2023. “Além das aulas que eles têm regularmente com seus professores da EJA/PPL, os aulões vem como um grande reforço diferenciado, com professores preparados para focar nos conteúdos exigidos pelo Enem”. 

A assessora de Currículo da SER e professora da área de Linguagens, Elizane Aguiar, ministra os aulões de Língua Portuguesa. Segundo ela, as aulas foram um grande desafio por ser um espaço no qual não faz parte da sua rotina de trabalho. “No entanto foi uma experiência incrível em poder compartilhar conhecimentos, ensinando a nossa Língua Portuguesa e colaborando com o aprendizado dos estudantes privados de liberdade, que ali naquela sala estavam com o objetivo de aprender e serem aprovados no Enem. Foi notório o desejo deles de aproveitar os aulões como oportunidade de um novo recomeço, com aprovação no exame e ingresso numa faculdade mesmo privado de liberdade”.

O estudante R.N.S.J. do 3º período do 3º segmento declarou que aprendeu bastante nos primeiros aulões. “Foi muito produtivo, reforçou o que aprendi na sala de aula com os professores e acrescentou novos assuntos que não tinha aprendido. Minhas expectativas são boas, espero ser aprovado e futuramente cursar uma faculdade”.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias