- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 26 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

TOCANTINÓPOLIS: Mesmo sendo alvo de busca e apreensão da Polícia Federal, Paulo Gomes vai “curtir” com a galera

Mais Lidas

Mesmo sendo alvo de mandados de busca e apreensão nesta quarta-feira, 26, executados pela Polícia Federal que investiga corrupção e fraude em licitações na Prefeitura de Tocantinópolis, o prefeito Paulo Gomes (PSD), não se intimidou e resolveu curtir, como se estivesse tudo bem.

Imagens feitas pelo vereador, Roberlan Cokim (PSC), e publicadas no site TocNotícia, de propriedade do parlamentar, o prefeito estava logo após a saída da PF da cidade, se confraternizando com amigos e correligionários.

Segundo levantamentos iniciais que motivaram a ação policial, o grupo criminoso, teria fraudado contratos de cerca de R$ 4 milhões.

A operação, chamada de Colinas de Rocha, foi autorizada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Durante a manhã foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, todos na cidade de Tocantinópolis.

Segundo a investigação, o grupo usava uma empresa ligada à administração municipal e registrada em nome de um “testa de ferro” para vencer as licitações públicas. A PF investiga vários contratos celebrados a partir de 2018, relacionados principalmente a obras de construção e reforma de prédios públicos.

Os investigados responderão pelos crimes de frustração do caráter competitivo de licitações e desvios de recursos públicos, cujas penas somadas podem chegar a 16 anos de prisão.

O nome da Operação faz alusão à obra “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri. Isso porque Colinas de Rocha, no poema, corresponde a um dos nove círculos do Inferno, onde se acham os gananciosos que se ocuparam em acumular o máximo de riquezas possível.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias